Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
FESTIVAL

Festival Afro-Amazônico de Yemanjá inicia sábado (29) com show de Margareth Menezes

Além das tradicionais celebrações culturais e religiosas de matriz africana, evento contará com show beneficente da cantora baiana em prol das vítimas do incêndio do Educandos



1-29_56F6D1E7-0B0F-400F-B3DA-A915D572DF1B.jpg Foto: Divulgação
27/12/2018 às 14:14

Com tradicionais celebrações culturais e religiosas de matriz afriacana e, neste ano, com show beneficente da cantora baiana Margareth Menezes, em prol das vítimas do incêndio no bairro Educandos, o “Festival Afro-Amazônico de Yemanjá 2018” inicia neste sábado (29) e segue até 1º de janeiro, no Complexo Turístico da Ponta Negra, na Zona Oeste de Manaus. A entrada é gratuita.

O evento é organizado pela Articulação Amazônica dos Povos Tradicionais de Matriz Africana (Aratrama) e realizado pela Associação de Desenvolvimento Sociocultural Toy Badé, com apoio da Prefeitura de Manaus. O festival tradicionalmente tem a proposta de reunir os povos de matriz africana, além dos simpatizantes da cultura afro-brasileira, em uma tenda exclusiva montada próximo ao clube do Remo, na praia da Ponta Negra, para realização de ritos, celebrações e oferendas.

Neste ano, o público ainda será motivado a fazer doações para as famílias vítimas do incêndio do Educandos, que destruiu cerca de 600 casas no dia 17 de dezembro em Manaus. Segundo os organizadores, o objetivo também é mostrar que as religiões se unem a favor do amor e da fraternidade, procurando ressignificar conceitos a favor do bem comum.

Programação

No sábado (29), às 20h, acontece o show beneficente da cantora e compositora baiana Margareth Menezes. Durante a apresentação haverá um ponto de coleta de donativos, que depois serão entregues às famílias.

“Essa será a sexta edição e remonta mais de 50 anos de tradição de levar oferendas e purificação. Serão três dias de festa e o objetivo não é financeiro, é tudo gratuito. As pessoas serão revistadas, será permitido entrar com objetos que serão usados durante os rituais, terreiros são revistados, um termo de responsabilidade é assinado, além do trabalho de conscientização ambiental, ensinar a fazer os rituais preservando o meio ambiente”, destacou o coordenador do evento, pai Alberto Jorge.

De acordo com os organizadores, são esperadas aproximadamente 20 mil pessoas durante os três dias de evento. O local estará aberto 24 horas durante os três dias.

Agenda

Sábado, 29 de dezembro – abertura com grupos locais ligados a terreiros dentro da cultura negra; show com Margareth Menezes; exposições temáticas com orixás

Domingo e segunda, 30 e 31 de dezembro – oferendas e celebrações dos terreiros de Manaus

Terça, 1º de janeiro – encerramento

*Com informações da assessoria de imprensa

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.