Publicidade
Entretenimento
ARTE URBANA

Festival colaborativo quer difundir a arte do lambe-lambe em Manaus

Primeira edição do evento acontece neste sábado (2) no Espaço Cultural Basquiat, no Centro da capital 27/02/2019 às 14:40 - Atualizado em 28/02/2019 às 08:29
Show 41561975520 8880ced73c b d41661cd e511 4f26 8e27 6d2c9d3373be
Artista Luis Bueno é um dos artistas que enviaram colaborações para o evento (Divulgação)
Rosiel Mendonça Manaus (AM)

Um evento marcado para este sábado, dia 2, promete reunir realizadores e entusiastas da arte urbana de todos os cantos de Manaus. Organizada de forma independente, a primeira edição do Festival de Lambe-Lambe acontece no Espaço Cultural Basquiat (rua Ferreira Pena, Centro), a partir das 14h, e contará com exposições, atrações musicais e projeções, além da criação de um mural colaborativo na fachada e no interior do prédio.

Segundo uma das organizadoras da atividade, Soraya Nurieh, o lambe é uma linguagem que remonta ao Renascimento e consiste no uso do papel como técnica de expressão artística em muros, postes, paredes e outras superfícies.

“Dentro da arte urbana existem várias técnicas, como estêncil, stickers, grafite, pixo, todas muito importantes, embora algumas sejam mais difundidas e conhecidas que outras”, explica a artista, que recentemente produziu lambes para a cenografia do espetáculo de dança “Jamais fomos modernos”, apresentado no Teatro Amazonas.

Ela diz que uma das propostas do festival de sábado é fomentar e tornar essa arte mais conhecida em Manaus. “Tem gente que já viu em outros locais ou por foto, mas não sabe direito o que é. No dia do evento também faremos oficinas e quem quiser pode levar suas artes para o mural colaborativo. O importante é participar”.

O evento local se soma a iniciativas semelhantes realizadas pela comunidade virtual Lambes Brasil (medium.com/lambe-lambe-brasil), que reúne artistas do País inteiro. Foi por lá que a organização lançou uma chamada pública para os criadores de lambe enviarem suas colaborações para a edição em Manaus. “Eles abraçaram a ideia totalmente. Recebemos 22 pacotes com muitas artes, algumas produzidas por gente conhecida, como o Luis Bueno, de São Paulo”.

A expectativa de Soraya é que o festival dê mais visibilidade ao lambe-lambe na capital amazonense e ajude a ampliar a cena, que ainda é pequena. “Hoje temos poucos artistas em Manaus trabalhando com essa técnica, e esses fazem um trabalho de resistência. Queremos também conscientizar as pessoas no geral para que se envolvam com essa arte e ajudem a preservá-la nas ruas”, finaliza.

Serviço

O quê: Festival de Lambe-Lambe
Quando: Dia 2 de março, a partir das 14h
Onde: Espaço Cultural Basquiat (rua Ferreira Pena, Centro, esquina com Silva Ramos)
Quanto: Gratuito

Publicidade
Publicidade