Sábado, 24 de Agosto de 2019
CULTURA

Festival de Teatro da Amazônia movimenta o circuito este mês; confira

A 13ª edição do Festival de Teatro traz mais de 20 espetáculos gratuitos de diversas regiões do Brasil



bv0304-001f_22DD87CE-7ECD-4DC5-83B7-01EE1953E642.jpg Festival contará com programação acadêmica de 13 a 17 de dezembro para troca de experiências com o público (Foto: divulgação)
03/12/2018 às 19:04

De 13 a 17 de dezembro acontece o 13º Festival de Teatro da Amazônia, no Teatro Amazonas, com entrada gratuita para todas as sessões do evento. O Festival é realizado pela Federação de Teatro do Amazonas (Fetam), com apoio da Secretaria de Estado de Cultura do Amazonas (SEC).

O Festival passou dois anos sem ser realizado devido o cenário de políticas públicas para cultura em todo o País. “Essa edição do festival tem essa característica de reexistência, de restabelecer um festival que já acontecia. A grande novidade desse ano é de ser um festival não competitivo, mas comemorativo de quem produz cultura”, declara o presidente da Fetam, Douglas Rodrigues.

Com participação de artistas de outras regiões, como Ceará, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Brasília, o Festival irá receber trabalhos com inúmeras linguagens, que contemplam diversos gêneros e estilos artísticos.

O presidente adianta também que todos os participantes irão ganhar o troféu Jurupari, criado pelo artista Sergio Andrade, que representa o legislador das tribos ancestrais da Amazônia.

Dos 41 projetos inscritos, 21 foram contemplados pela curadoria . A comissão de seleção foi formada pelas atrizes Lucélia Santos (RJ), Juliana Galdino (SP) e Narda Teles (AM) e a avaliação dos trabalhos foi feita entre os dias 1º e 2 de dezembro em Manaus.

Os espetáculos selecionados na categoria infanto-juvenil são: “A Excêntrica família de clowns”; “A Planta da Cura”; “Bumboso – A história de um boizinho festeiro”; “Interditado”; “O Rapto das Cebolinhas”; “Pedra no Sapato” e “Tropeço”. Na categoria adulto estão “A Casa das Meninas Mortas”; “Deus lhe dê em dobro”; “Quem casa quer casa”; “Marília Gabriela não vai mais morrer sozinha”; “O Lá – Sobreviver em Quadrados”; “O Mendigo e o cão morto”; “Recriando Mitos Tikuna”; “Minha mãe se mata às 21h30”.  E na  Mostra Paralela – Teatralidades: “Caminhão a galope”; “Amazonas Contos: O casamento da filha do mapinguari”; “Clowntidiano”;  “1960”; “Menino TK”; “O Vestido de Lixo”; “Recolon”; “Abaporutação”.

Programação

Essa edição contará com uma programação acadêmica, como cursos, oficinas, palestras e atividades voltadas para a troca de experiências, para  que todos possam dialogar a cultura com outros fazedores de teatro do Brasil. As inscrições para essas atividades iniciam nessa quarta-feira, 5/12.
Serão realizadas três oficinas de artes, como de voz, corpo  e teatro. Todos os dias haverá um debatedor para falar sobre teatro, cultura e produção de linguagens no Palácio da Justiça, sempre às 11h.

Abertura

A abertura do festival acontecerá no dia 13 de dezembro, às 20h, no Teatro Amazonas, com a apresentação do espetáculo convidado ‘A Ira de Narciso”, do Rio de Janeiro. Seguindo a linha de auto-ficção de Sergio Blanco, “A Ira de Narciso” é um monólogo que relata a estadia do autor na cidade de Ljubljana, onde dará uma palestra sobre o Mito de Narciso.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.