Sábado, 25 de Maio de 2019
MÚSICA

Festival ManiFESTA promove competição musical entre universitários

Quinze artistas disputam um total de R$15 mil em premiações no evento que acontece neste fim de semana, no Kartódromo da Vila Olímpica



BV0309-003F.jpeg
Igor Lobo é vocalista da República Popular e mira na premiação do concurso como forma de concretizar novo álbum (Foto: Divulgação)
10/04/2018 às 07:05

Ao longo de décadas o país viu ecoar dos corredores de suas universidades canções que ajudariam a moldar a cara e o som do Brasil. Buscando dar voz e revelar novos talentos escondidos pelos campus universitário, o Festival ManiFESTA chega a sua primeira edição neste sábado (14) e domingo (15) no Kartódromo da Vila Olímpica promovendo o “Concurso de Música”, que reunirá quinze artistas e bandas formadas por universitários para disputar um total de R$15 mil em premiação.

O evento, que traz como tema “Vozes da Amazônia”, terá inicio às 10h e terá como entrada a doação de 1kg de alimento não perecível. A grande atração do festival fica por conta da disputa musical. Participam universitários regularmente matriculados nas mais variadas instituições de ensino superior do estado do Amazonas de graduação, pós, mestrado e doutorado, que apresentarão uma canção autoral inédita. 

Para integrarem o festival, os participantes precisaram encarar o crivo de uma curadoria que avaliou se os requisitos estavam de acordo com o edital. Dali, vinte e seis candidatos se credenciaram para a segunda fase que contou com uma votação online para definir os quinze finalistas. No evento, a performance ao vivo será avaliada por um time de jurados que definirá o grande campeão. A premiação coroará os três primeiros colocados com R$3 mil para o terceiro lugar, R$5 mil para o segundo lugar e R$7 mil para o primeiro colocado.

“O festival é voltado principalmente para descobrir novos talentos e novas figuras para o cenário musical amazonense, além disso, o festival tem uma característica de rememorar os grandes festivais universitários”, ressaltou o coordenador do ManiFESTA, Maick Soares.

Selecionados

Após a votação online, encerrada no último domingo (8), a organização do festival divulgou nesta segunda-feira (9) o nome das quinze canções e seus respectivos compositores que se apresentarão. Por ordem alfabética, os selecionados são: Amazônida (Igor Lobo); Ariel E Caliban Part2 (Vinicius Andrade); Atitude (Sol Petrus/Eva Rodrigues); Desejo Em Alguns Acordes (Yago Reis/Cesar Lanza/Ricardo Maia/Richard Harts); Dias De Chuva (Onde não há quem possa te julgar) de Andrey Filipe e Wilas Rodrigues; Fogo (Dayse Moraes); Fool (Julia Albook); Goiabeira (Elizeu Costa/Rômulo Augusto); ?Lembranças De Um Quase Nada (Lucas Passos); Paz (Yasmim Rodrigues); Pena De Você (Alan Kaylon Freitas Nunes); ?Querendo Ou Não (Railson Rocha); Sentinela (Jânio Queiroz/Ricardo Castro); Silêncio (TheBarat); Sistema D  (Denny Azevedo Farias).

Para Gabriel Siza, baixista da banda TheBarat, o ManiFESTA é uma oportunidade de expor o seu trabalho na tentativa de conquistar apoio. “É importante porque a maioria dos artistas regionais tentam crescer mas não tem nenhuma visibilidade, apoio e nem capital pra investir”, diz o músico.

O músico Lucas Passos destaca que o festival é a chance para os amazonenses conhecerem novos nomes na música e destaca suas intenções na competição. “Lancei um EP e algumas músicas ficaram de fora. O festival surgiu e agora quero testa-las com o público”, diz.

Já para Igor Lobo, vocalista da banda República Popular, o foco ao inscrever sua composição intitulada “Amazônida”, foi uma forma de buscar alinhar a regionalidade com o sonho de produzir o segundo disco da banda de maneira mais profissional. “Me motivou porque eu gosto de toda iniciativa de valorizar a música regional e também, como estamos preparando um novo album e queremos levar coisa boa, precisamos do dinheiro do prêmio para realizar esse projeto”, afirma.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.