Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
Vida

Filme ‘Planeta Verde’ encerra festival em Veneza

Maior produção cinematográfica já rodada na Amazônia terá première internacional no dia 7 de setembro



1.jpg Araquém Alcântara atuou como consultor artístico do filme
07/08/2013 às 09:25

No dia 7 de setembro, o Palazzo del Cinema, em Veneza, vai receber a première internacional do documentário “Amazônia – Planeta Verde”, maior produção cinematográfica já realizada na Amazônia. Dos mesmos produtores de “La Planète Blanche” (Biloba) e “Até que a Sorte nos Separe” (Gullane), o filme foi escalado para encerrar a programação do 70º Festival de Veneza. Em seguida, a produção será exibida no Festival Internacional de Toronto, que também acontece no primeiro semestre de setembro.

Dirigido pelo francês Thierry Ragobert, “Planeta Verde” foi completamente rodado em 3D e teve orçamento de 12 milhões de euros. A produção de alta tecnologia contou com talentos do Brasil e da França, entre eles o roteirista Luiz Bolognesi e o fotógrafo Araquém Alcântara, do Brasil, e o músico Bruno Coulais e o roteirista Luc Marescot, da França.

“Filmar na Amazônia é um desafio para todos. Nada (que fizemos pode ser) comparado à dificuldade que foi filmar lá. Ficamos muito orgulhosos em sermos selecionados em Veneza, é um reconhecimento do gigante esforço e trabalho que foi realizar este filme”, conta Fabiano Gullane, um dos produtores do filme, orgulhoso pela estreia mundial da megaprodução franco-brasileira acontecer no encerramento do Festival de Veneza.

Produção amazônica

A equipe envolvida no documentário mergulhou durante meses nesse vasto oceano verde para narrar a história de um jovem macaco prego (Kong) criado entre homens que, repentinamente, se vê sozinho na selva tentando sobreviver às adversidades, enfrentando desde a sua falta de habilidade em conseguir comida até a necessidade de fugir de ferozes predadores, como a onça pintada e a grande harpia.

As filmagens aconteceram em três temporadas: em 2011, 2012 e 2013. Nestes períodos, foram rodadas cenas com as mais diferentes espécies de animais, mostrando a grandiosidade da floresta e os detalhes misteriosos da natureza. Presidente Figueiredo, Rio Negro e Alta Floresta (MT) serviram de locação para o filme.

“O maior desafio foi fazer imagens de uma Amazônia intocada e dos animais de uma forma muito realista, enfrentando o risco da malária e as barreiras logísticas. Brincamos que essa experiência foi o nosso ‘Fitzcarraldo’. São histórias que vamos contar por aí”, declarou Fabiano Gullane, em entrevista ao BEM VIVER na época da pós-produção.

Previsão

O filme conta com patrocínio máster da Natura Ekos e Natura, patrocínio da Tetra Pak e participação do Fundo Setorial do Audiovisual. A previsão de lançamento de “Planeta Verde” no Brasil é para o primeiro semestre de 2014.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.