Terça-feira, 24 de Novembro de 2020
música

Fim de semana com programação cultural na Vila Vagalume 80

O espaço recebe o público com 50% da capacidade e protocolos de segurança



WhatsApp_Image_2020-10-07_at_14.13.56_D1F2E361-ED74-4A60-871D-870D8C6A502D.jpeg Foto: Marcelo Nakamura/Divulgação
07/10/2020 às 19:02

Neste fim de semana, a Casa Criativa Vila Vagalume 80 (Avenida Padre Agostinho Caballero – antiga Rua Sagrado Coração de Jesus - 234, São Raimundo), apresenta programação cultural, que inclui apresentação acústica de Marcelo Nakamura e o tradicional Vila Vinil. O espaço tem funcionado com 50% da capacidade de público e segue todos os protocolos de segurança em prevenção à Covid-19.
 
Iniciando a agenda, nesta sexta-feira (9/10), a partir de 19h30, o cantor e compositor Marcelo Nakamura apresenta seu show de voz e violão, que permeia por ritmos encontrados no carimbó, toada, baião, brega, beiradão, xote, samba, ciranda, samba-rock, coco e experimentais, musicalidade esta que tem forte relação com o folclore de Parintins e com as experiências na estrada musical brasileira.
 
Com dez anos de carreira, o nipo-brasileiro-amazônico conquistou destaque no cenário musical de Manaus ao se apresentar em eventos promovidos por pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA). Foi integrante das bandas Cumbuca Maria, Canhamukaya, Tribo Zaggaia, Mandingaya e Jiquitaia.
 
Muitas composições de sua autoria já foram gravadas por artistas do cenário amazonense e paraense como “Cadê a Morena?”, que ficou conhecida com a banda Alaídenegão. É autor de “Mangarataia”, gravada por Rosivaldo Cordeiro, com produção de Manoel Cordeiro, além de “Bariri vou lá (Tu é léso, é?)”, gravada por Márcia Novo, cantora com quem possui outras parcerias como “Cúmbia beiradão”, “Já que comeu jaraqui” e “Só quero pavulagem com você”. Nakamura também criou canções com as bandas Casa de Caba, Cabocrioulo, Bel Martine, Nattus Tribállia e o grupo de Maracatú Eco da Sapopema. A apresentação de Nakamura na Vila Vagalume inicia às 19h30 e tem acesso de R$ 10.
 
Já no domingo (11/10), a Vila Vagalume abre as portas para o público com o projeto Vila Vinil, que consiste numa noite ao som de clássicos da música brasileira que estão fora do catálogo no mercado nacional. Com o lema “Disco é Cultura”, a Vila Vagalume acredita que o movimento em torno das músicas do vinil une as pessoas, promove trocas e estimula novas criações. Para esta edição Ramon Marola, artista residente da Casa, está preparando um setlist com ritmos latinos no início do evento e brasilidades ao longo da noite.
 
“Como é um projeto conhecido por parte dos nossos clientes, porque já fazíamos na antiga sede, deixamos o convite para as pessoas trazerem seus LPs de sua preferência e, juntos, construirmos uma playlist coletiva. Disco é cultura também”, explica Marola. 

O evento inicia às 17h com acesso de R$ 5. O espaço funciona sempre às sextas e domingos, das 17h às 22h, com reservas antecipadas através do celular/whatsapp 98168-0978.
 
Casa Criativa – A Vila Vagalume 80 existe desde 2016. O espaço, que é administrado desde 2019 pelos artistas Vívian Oliveira, Mauro Lima, Ramon Marola, Victor Felix, Grace Anne, Marcela Paiva e Andreas Dominique, oferece serviços de arte culinária “Slow Food”, artes visuais, música, produção musical, rodas de conversas, oficinas de formação, exposições, plantio, jardinagem, saúde e bem-estar. A casa também aluga o espaço para eventos particulares.
 
Hoje, em nova sede de frente para a ponte do Rio Negro, a casa desfruta de uma estrutura melhor para oferecer arte e cultura para a comunidade.



News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.