Publicidade
Entretenimento
Comportamento

Fios e alma em tons fantasia: a personalidade dos cabelos coloridos

O que era antigamente visto como característica de mulheres que não transmitiam seriedade, agora soterrou o estigma e significa, acima de tudo, atitude e compromisso 11/09/2016 às 17:40
Show 1133233
A estudante de moda e blogueira Samantha Neves, 23 (Euzivaldo Queiroz)
Laynna Feitoza Manaus (AM)

Quem pensa que só a alma deve ser colorida se surpreenderá ao ver as personagens dessa reportagem. Elas expandiram as cores dos seus looks, profissões, ideais e desafios aos seus cabelos. O que era antigamente visto como característica de mulheres que não transmitiam seriedade, agora soterrou o estigma e significa, acima de tudo, atitude e compromisso com o estilo de vida.

A blogueira e estudante de Moda Samantha Neves, 23, pintou o cabelo pela primeira vez aos 12 anos, fazendo mechas pink. “Depois, por conta do alisamento, eu parei.. fiquei um tempo curtindo o meu cabelo natural, mas não demorou muito e eu voltei a pintar... Na época era um ruivo acobreado, não era muito comum. Logo depois eu fiquei com ele vermelho e o undercut loiro, foi uma época que quase todo mundo na rua parava pra falar do meu cabelo”, declara ela.

Sua inspiração para compor o visual é a blogueira e youtuber Lindsay Woods. Neves pondera, por sua vez, que já se inspirou em Hayley Williams (vocalista do Paramore) e em algumas Suicide Girls. O ponto alto de seus cabelos cor de rosa, por sua vez, é a combinação com os looks. “Eu adoro moda e acredito que as roupas podem falar muita coisa sobre uma pessoa, por isso costumo vestir roupas que falem sobre personalidade, nem que seja num simples detalhe, como um pigente do R2D2 do filme Star Wars”, destaca.

Mudança

A atuação de Samanta Afonso Sombra, 30, como empresária no restaurante sensual Madame Nyx a fez seguir o que é agora. “Me tornei coach sensual, uma facilitadora na quebra de tabu entre casais”, afirma ela. Há 13 anos, Sombra não cortava os cabelos e baseava o visual nas personagens Elvira e Mortícia, além da cantora Roxanne, e sustentava longas madeixas negras. Para participar do projeto fotográfico “Mulheres: tons & perspectivas”, ela mudou radicalmente o visual, cortando e colorindo a raiz de rosa, e os fios do comprimento de azul. “Me desprendi da mulher que há 13 anos não fazia nada de diferente nos fios e encarei de frente a mudança”, conta.

Com ela, veio o preconceito. “As pessoas não têm nenhuma vergonha de falar em bom tom “Que m**** é essa”, “Credo”, “Que coisa estranha”, ou de virem me questionar se eu não tinha vergonha de ser formada... atuante como empresária e ter os cabelos assim. Existem muitos de terno e gravata, porém ladrões. Meus cabelos não mudam minha inteligência, meu profissionalismo, não deixei de ser mãe, esposa ou filha. Apenas percebi que a vida é linda e merece ser vivida intensamente. Tive atitude e mudei”, ressalta.

Frases

“Eu gosto de roupas e maquiagens ousadas e acho que combinam com o cabelo diferente, e tudo muda com forme a cor do cabelo, porque tem tons que combinam mais e tem tons que não ficam tão bons” - Juliana Gomes 22, universitária e maquiadora

“Tenho um estilo rocker então costumo deixar meu cabelo bagunçado para dar a ideia de um look bem despojado. No dia a dia uso shorts de cintura alta, meia calça, camisetas estilizadas e vários acessórios” - Luciane Amazonas 21, estudante de moda

Empoderar e refletir

O fotógrafo Bruno Lopes e a hair stylist Ana Paula Simões idealizaram o projeto “Mulheres: tons & perspectivas”. A proposta do ensaio fotográfico é trazer um novo olhar para a sociedade, acerca das mulheres que usam cabelos coloridos. “Observamos que existe um certo estigma para quem adere esse estilo. Está sempre associado a algo pejorativo. E nossa proposta é mostrar que são mulheres comuns, com valores, ideais, sonhos como qualquer outra”, declara Bruno, diretor artístico do ensaio. “Uma das modelos, inclusive, cursa Direito e tem passado algumas situações na faculdade por conta do novo visual. Justamente porque ter a coloração dos cabelos em tons fantasia nesse meio não é nada comum”, lembra.

Ao todo, cinco modelos participaram do projeto. “As primeiras fotos aconteceram no Anfiteatro da Ponta Negra e adjacências. As fotos do segundo dia foram feitas nos espaços da Praça Jefferson Perez, na Avenida 7 de Setembro”, coloca ele. Embora o foco fossem os cabelos, a equipe de trabalho explorou tanto técnicas para enfatizar os fios, quanto para apresentar os personagens inteiros, que não se tratavam de cabelos apenas, mas de estilos. “Representados desde roupas, maquiagens e poses”, assegura Bruno.

Cuidados e afins

A cabeleireira e educadora Andreia Brito dá algumas dicas para as meninas que querem ter os fios em tons fantasia: use shampoos suaves, hidratantes, e que não sejam de limpeza profunda. Se possível, não lave os fios todos os dias. Faça hidratação duas vezes ao mês (ela indica a máscaraMask Treatment, da Living Proof, única no mercado sem óleos e silicones).Não use papel crepom para pintar os fios. Ele deixa os cabelos ressecados, quebradiços e mancham muito.

Ficha técnica do projeto “Mulheres: tons e perspectivas”

Fotos: Djonatan Piehowiak (Baré Estúdio & Comunicação e Santos)

Edição: Bruno Lopes

Direção de fotografia/Direção de arte: Bruno Lopes e Santos

Hair Stylist: Ana Paula Simões

Modelos: Samanta Afonso Sombra (à dir.), Agatha Resutto, Luany Bentes e Pamela Samantha.

 

 

Publicidade
Publicidade