Publicidade
Entretenimento
Vida

Folclore do Norte do Brasil conquista São Paulo por meio do musical ‘Lendas Amazônicas’

O repertório do musical é baseado na obra do maestro paraense Waldemar Henrique 11/03/2015 às 15:29
Show 1
“Lendas Amazônicas” é escrito e dirigido por Paulo Rogério Lopes e regido pelo maestro João Mauricio Galindo
Rafael Seixas ---

O mundo mágico do folclore da região Norte do Brasil irá encantar crianças da cidade de São Paulo, por meio do espetáculo “Lendas Amazônicas”, baseado na obra do maestro paraense Waldemar Henrique. A montagem abre a temporada 2015 da série Aprendiz de Maestro, realizada pela Associação para Crianças e Adolescentes com Câncer (TUCCA), dia 21 de março, na Sala São Paulo.

No musical, idealizado pelo Projeto Guri – Programa de Educação Musical, figuras importantes como o boto-cor-de-rosa, a Matinta Perera, o boi-bumbá, entre outros, marcam presença na apresentação, a qual tem como fio condutor a história de um amor proibido entre um caboclo e a filha de um fazendeiro.

“Elas (crianças) estão maravilhadas com essa música e histórias. Tenho certeza que isso fará parte da vida delas. Toda vez que apresentamos esse espetáculo, nós tivemos casa lotada. Na última vez, no Theatro São Pedro, em São Paulo, muita gente ficou de fora. Poderíamos ter feito outra sessão, mas não deu (por questões contratuais)”, disse Aimar de Noronha Santinho, um dos idealizadores da peça, pianista e assistente do projeto Guri.

“É unânime, todas as pessoas adoram. Semana passada nós gravamos um DVD e fizemos uma sessão num cinema em Bauru (SP). Todos ficaram encantados com as músicas do maestro Waldemar Henrique”, acrescentou.

Produção

“Lendas Amazônicas” é escrito e dirigido por Paulo Rogério Lopes e regido pelo maestro João Mauricio Galindo. Conta com a participação de Aimar de Noronha Santinho, além de alunos do coro de Lorena do Guri e de um quinteto de cordas dedilhadas de Franca, ambos integrantes de Grupos de Referência do programa (patrocinados pela Capitale Energia e Catho). A trilha sonora, baseada nas composições de Waldemar Henrique, é interpretada pela Sinfonieta TUCCA Fortissima.

“Acho este repertório muito importante musicalmente e culturalmente. Essa é uma cultura do nosso País que não é tão difundida no Sudeste e Sul. Sempre achei que nossos alunos deveriam ter acesso a este trabalho do Waldemar”, opinou Santinho.

Quem contará todos os mistérios da mata amazônica para as crianças é a atriz Ana Luísa Lacombe. Passando pelos quatro elementos da natureza – terra, água, ar e fogo –, a contadora de histórias vai narrar a trajetória do caboclo que é transformado em boi.

O projeto Mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é considerado o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos de iniciação musical, canto coral, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclado e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos. Aproximadamente 47 mil alunos são atendidos, por ano, em mais de 410 polos de ensino, distribuídos por todo o estado de São Paulo.

Os mais de 370 polos localizados no interior e litoral, incluindo os polos da Fundação CASA, são administrados pela Amigos do Guri, enquanto o controle dos polos da capital paulista fica por conta de outra organização social. A gestão compartilhada do projeto atende a uma resolução da secretaria que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural. Desde seu início, em 1995, o Guri já atendeu cerca de 600 mil jovens na Grande São Paulo, interior e litoral.

“Este é o maior projeto sócio-cultural do Brasil. A gente ensina música, com uma grande variedade de instrumentos, envolvendo 370 municípios do Estado de São Paulo. Contamos com mais de 40 mil alunos. Por meio da música, nós conseguimos formar a personalidade das crianças e adolescentes. Está mais do que comprovado que quem estuda música se torna uma pessoa melhor”.

Ficha

Série Aprendiz de Maestro 2015 – “Lendas Amazônicas”

Texto e direção

Paulo Rogério Lopes

Idealização e piano

Aimar de Noronha Santinho

Elenco

Coro de Lorena, Quinteto de Cordas Dedilhadas de Franca e Sinfonieta TUCCA Fortíssima

Regência

Maestro João Maurício Galindo

Arranjos

Fernando Correa / adaptação: Nataniel Bádue

Narração

Ana Luísa Lacombe

Direção de produção

Ângela Dória

Produção executiva

Bruna Veratti

Assistente de direção

Suzana Rebelov

Assistente musical

Nataniel Bádue

Equipe Amigos do Guri

Coordenação executiva Mariana Furquim

Assistente de coordenação executiva

Leandro Francisco

Produção executiva

Ana Gama

Regentes dos grupos de referência

Nair Cavaterra e Rossini Xavier

Realização

TUCCA (Associação para Crianças e Adolescentes com Câncer) www.tucca.org.br

Mais informações http://www.projetoguri.org.br

Publicidade
Publicidade