Quinta-feira, 09 de Julho de 2020
Vida

Fotógrafos do Amazonas participam do Salão de Artes Fotógráficas de Londrina

O Salão de Londrina é um dos fotoclubes inscritos na Confoto (Confederação Brasileira de Fotografia)



1.jpg A foto "Trio Peralta", de Zamith, foi clicada na Praia de Maragogi, no Alagoas
07/11/2015 às 11:31

Cinco fotógrafos do Amazonas tiveram suas produções selecionadas para exposição contínua no XIX Salão de Arte Fotográfica de Londrina, no Paraná. O salão com as fotos expostas abrirá no dia 28 de novembro e levará os nomes dos fotógrafos Zamith Filho, Aguilar Abecassis, Anderson Yamada, Núbia Lima e Francisco Lima para apreciação dos olhares paranaenses. Todos os fotógrafos são membros do FotoClube Lentes da Amazônia.

O Salão de Londrina é um dos fotoclubes inscritos na Confoto (Confederação Brasileira de Fotografia). Todos os anos existem competições nacionais de fotoclubes, com temas variados, a exemplo da Bienal Cores e Bienal Preto e Branco. Além do Salão de Londrina, que é geral. “Então se torna mais difícil [seletivo] do que com temas mais específicos. Valem todo o tipo de foto e temas, e inclusive podem ser inscritas pessoas de fora dos fotoclubes”, destaca Anderson, um dos fotógrafos selecionados.



Anderson Yamada


A técnica de imagem da foto “Projeções”, embora seja simples, requer alguns cuidados como velocidade de disparo e aberturas grandes de diafragma, além da escolha da imagem, porque, segundo Yamada, autor da foto, não é em todas as pessoas que funciona. “Ela foi feita em estúdio, com projetor direcionando a figura no corpo da mulher, e também foi produzida em total escuridão, apenas com a luz do projetor. Algumas poucas pessoas no mundo usam a técnica de projeção de imagem”, salienta ele.

Francisco Lima


 O fotógrafo emplacou duas imagens: “Caronte”, em alusão ao personagem da mitologia grega, responsável por transportar os recém-mortos para o Hades. “Esta foto foi feita na praia do Açutuba, por volta do meio dia, em 2012”, pontua ele. A segunda foto se chama “El Dorado” e desperta a curiosidade de muitos: há quem veja um mapa do Brasil na imagem em silhueta. “Ela foi produzida na orla de Santarém (PA). A parte dourada é um resto de água. Percebi que as pessoas utilizavam essas pontes improvisadas para chegar às embarcações. Me posicionei de frente para o sol e cliquei”, aponta.

Aguilar Abecassis


Um dos profissionais escolhidos para a mostra, o fotógrafo Aguilar Abecassis, de A CRÍTICA, é nascido em Parintins, e escolheu a cidade natal para ser palco da imagem clicada por ele, batizada de “Janela da Esperança”. “Particularmente eu gosto dela pelas cores. O elemento humano dá toda a diferença nela, pois sem o garoto faltaria alguma coisa na foto. O fato da parede ser azul justifica o nome dado à imagem: dizem que é a cor dos sonhos e da imaginação, e o fato de ter uma criança nela me deu a ideia de esperança”, assegura.

Núbia Lima


A fotógrafa foi surpreendida quando chegou no Distrito do Cacau Pirera e viu a comunidade desfrutando de um lazer que mais parecia um parque aquático com pula-pula e música ao vivo. E foi assim que ela clicou a imagem “Alegria Ribeirinha”. “Os comunitários estavam felizes recebendo as águas do Rio Negro, numa profunda identidade com o fenômeno da enchente. Foi uma emoção fantástica”, diz ela, que utilizou a técnica de baixa velocidade para valorizar os respingos da água.

Zamith Filho


Uma viagem em família, os sobrinhos da esposa, praia e diversão retratam bem a alegria da foto “Trio Peralta”, de Zamith Filho, clicada na Praia de Maragogi, em Alagoas. “As três crianças saltando representam o verde, vermelho e o azul, que compõem um padrão utilizado na fotografia chamado RGB”, destaca. A segunda foto, chamada “Barracas”, as evidencia na vazante do rio. “Estava sobrevoando a cidade fazendo fotos e vi as barracas coloridas, as canoas trazendo peixe e banana, e procurei fazer uma foto mais vertical possível”, conta ele.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.