Publicidade
Entretenimento
RECONHECIMENTO

Fotojornalista amazonense conquista prêmio em concurso internacional de fotografia

Raphael Alves, que é servidor do Tribunal de Justiça, foi um dos premiados no renomado 'Pictures of the Year', que analisou mais de 1,3 mil imagens do mundo inteiro 26/05/2017 às 12:51 - Atualizado em 26/05/2017 às 12:53
Show whatsapp image 2017 05 26 at 12.40.31
Foto premiada foi tirada na orla do São Raimundo,em 2015 (Foto: Raphael Alves)
acritica.com* Manaus (AM)

O fotojornalista amazonense Raphael Alves ganhou esta semana o Prêmio Pictures of the Year International (POY) Latam Barcelona 2017, uma das premiações internacionais de fotografia mais conceituadas e respeitadas no mundo, promovida a cada dois anos. A fotografia “Emergindo”, da série “Riversick”, com imagens registradas na área do São Raimundo, bairro da zona Oeste de Manaus, foi escolhida na última quinta-feira (25/05) como uma das três melhores imagens da categoria “Vida Cotidiana – Individual”, concorrendo com 1.321 fotografias dos mais renomados fotógrafos de vários países.

Este é o quinto prêmio internacional de fotografia conquistado pelo profissional, que é servidor do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), lotado na Divisão de Divulgação e Imprensa do TJAM desde 2008. Raphael Alves é mestre em Fotojornalismo e Fotografia Documental pela London College of Comunication – University of the Arts, de Londres - Inglaterra. Na foto premiada, um menino tenta subir em uma balsa abandonada após mergulhar no rio Negro, em Manaus. “Apesar de construída às margens do rio Negro, Manaus - a maior cidade da Amazônia Brasileira - aparenta ter dado as costas para o rio. A relação do ser humano com a água e a natureza como um todo é complicada: se os rios são as "estradas naturais" e fonte de sustento (com a pesca), por outro lado a cidade despeja boa parte de seus esgoto em seus cursos d'água”, disse Raphael ao comentar a imagem em um post na internet.

O POY Latam Barcelona 2017 premia imagens de fotógrafos do mundo inteiro por meio das categorias “Esporte - Individual”, “Esporte – Série”, “Notícias – Individual”, “Notícias – Série”, Retrato – Individual”, “Retrato – Série”, “Vida Cotidiana – Individual” e “Vida Cotidiana – Série”; não tem fins lucrativos e foi criado para celebrar a excelência na fotografia documental e artística iberoamericana, porém, já se converteu em um dos concursos mais importantes do mundo. O julgamento das imagens é realizado por fotográfos renomados e premiados de vários países, além de ser transmitido ao vivo pela internet.

A missão do POY é difundir, por meio da fotografia, um retrato visual das nossas sociedades, promovendo uma reflexão a respeito de temas essenciais da humanidade. As imagens do POY também são usadas como ferramentas na educação, de acordo com o site institucional da premiação, uma vez que seu arquivo visual conta com mais de 35 mil fotografias, com registros diversos de flagrantes da vida cotidiana de uma centena de países.

Carreira

Raphael Alves é formado em Comunicação Social, habilitação em Jornalismo, pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam); em Fotografia pela Universidade Estadual de Londrina (UEL); e Artes Visuais do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

Colaborador da agência France-Press em Manaus, o trabalho de Raphael foi premiado na 31ª edição do The Best of Journalism da Society for News Design – 2010. Também ganhou o Prêmio Fiema de Jornalismo Ambiental em 2010 – Feira Internacional de Tecnologia para o Meio Ambiente. Em 2012, recebeu a menção honrosa no Concurso Cultural Leica Fotografe. Em 2014, o ensaio  “Limites Imprecisos” foi premiado com o primeiro lugar no Leica X Photo Contest. No ano de 2015, recebeu o prêmio Fapeam de Jornalismo Científico na categoria Fotojornalismo.

A edição de 2015 do livro “O Melhor do Fotojornalismo Brasileiro 2015” trouxe trabalhos de Raphael Alves. A publicação reúne material de centenas de fotojornalistas de todas as regiões brasileiras, selecionado pela revista Fotografe Melhor, e o critério de seleção é que as imagens tenham sido publicadas pelos principais jornais, sites e revistas do País no ano anterior.

O servidor do TJAM já teve fotografias publicadas no Financial Times, um dos jornais em ênfase em negócios e notícias econômicas mais respeitados da Inglaterra, com uma leitura média diária de mais de 2,2 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo auditagem da PwC/2011. Uma das suas fotos ilustrou a matéria “Chagas Disease: The Brazilian forest bites back”, em português, “Doença de Chagas: A floresta brasileira morde de volta”.

Em outro ensaio, a série “Luctus” – que significa luto -, participou do trabalho coletivo #semanasanta4foto, que contou com os trabalhos dos fotógrafos Tom Parker (Espanha), Graham Martin (Irlanda) e Pablo Vera Lisperguer (Chile). Esta série é uma interpretação pessoal do fotógrafo da Semana Santa em Manaus (AM), mostrando as tradições católicas da Sexta-feira Santa, com imagens de Jesus veladas nas igrejas e a "malhação de Judas" - uma tradição em que efígies de Judas Iscariotes são penduradas pela cidade, no Sábado Santo. Todas as imagens foram feitas com uma câmera de filme instantâneo (a Fuji Instax Mini 90). Esse trabalho poderá ser visto online no www.bloomsburyblues.com.

*Com informações de assessoria

Publicidade
Publicidade