Publicidade
Entretenimento
EMMY

‘Game of Thrones’ e ‘Maisel’ levam os maiores prêmios do Emmy em noite de surpresas

A série distópica “The Handmaid’s Tale” e a comédia surreal sobre hip-hop da FX “Atlanta” foram os maiores perdedores da noite 18/09/2018 às 10:18
Show 98 c7600a83 bd77 4394 9f29 8d090988ca6c
Foto: Reuters
Lisa Richwine (Reuters) Los Angeles (EUA)

“Game of Thrones” e “The Marvelous Mrs. Maisel” levaram para casa os principais prêmios do Emmy 2018 na noite de segunda-feira (17), em uma noite de surpresas e de triunfo para plataformas de streaming.

A série distópica “The Handmaid’s Tale” e a comédia surreal sobre hip-hop da FX “Atlanta” foram os maiores perdedores da noite, sem ganhar nenhum dos prêmios mais importantes e frustrando os protagonistas Elisabeth Moss e Donald Glover.

A fantasia medieval da HBO “Game of Thrones” ganhou um total de nove Emmys, incluindo prêmios técnicos por efeitos especiais, e também foi eleita a melhor série de drama pela terceira vez, derrotando a vencedora do ano passado, “The Handmaid’s Tale.”

A Netflix, que chegou à cerimônia na liderança com 112 indicações, acabou empatando com a HBO em número de vitórias, com 23 estatuetas cada.

“The Marvelous Mrs. Maisel”, da Amazon, sobre uma dona de casa dos anos 1950 que se torna comediante, levou para casa o Emmy de melhor série de comédia. “Mrs. Maisel” também ganhou sete outros prêmios, incluindo o de melhor atriz de comédia para Rachel Brosnahan.

Claire Foy derrotou Elisabeth Moss na disputa pela estatueta de melhor atriz de drama pela discreta, mas marcante, interpretação da rainha Elizabeth na série “The Crown”, da Netflix. “Isso não deveria ter acontecido”, disse Claire, surpresa.

Já Matthew Rhys levou para casa o primeiro Emmy dele de melhor ator de drama por viver um espião russo na última temporada da série sobre Guerra Fria “The Americans”, da FX.

“Saturday Night Live” venceu, como esperado, a categoria de melhor programa de esquetes e variedades, levando um total de prêmios Emmy ao recorde de 72 estatuetas desde 1975.

Apesar da cerimônia deste ano ter sido marcada por uma das mais etnicamente diversas lista de indicados, Regina King (“Seven Seconds”), Thandie Newton (“Westworld”) e RuPaul (“RuPaul’s Drag Race”) foram os únicos negros a subirem ao palco para receber estatuetas. “Eu nem acredito em Deus, mas vou agradecê-la hoje”, disse Thandie Newton.

Outros grandes vencedores da noite incluíram “The Assassination of Gianni Versace”, que ganhou o prêmio de melhor minissérie, e o ator Darren Criss, pela interpretação do assassino em série gay que matou o estilista italiano em Miami em 1997. O criador do programa, Ryan Murphy, dedicou o Emmy à comunidade LGBT.

Entretanto, os aplausos mais calorosos da noite aconteceram quando Glenn Weiss usou o discurso dela de agradecimento por dirigir a cerimônia do Oscar de 2018 para pedir a namorada, que estava na plateia, em casamento — ela disse sim.

Publicidade
Publicidade