Publicidade
Entretenimento
Vida

Garantido faz Assembleia Geral no domingo e presidente avalia primeiras semanas do mandato

A Assembleia será para homologar a nova diretoria e o Conselho de ética da Associação 19/09/2014 às 16:33
Show 1
Adelson Albuquerque é eleito como novo presidente do boi-bumbá Garantido
acritica.com ---

No próximo domingo (21), acontecerá, em Parintins, a primeira Assembleia Geral Extraordinária da nova gestão da Associação Folclórica boi-bumbá Garantido, comandada por Adelson Albuquerque e Fábio Cardoso. A Assembleia será para homologar a nova diretoria e o Conselho de ética da Associação. O presidente deve anunciar ainda o lançamento do Edital para escolha dos novos itens femininos (porta-estandarte e Rainha do folclore).

De acordo com o novo gestor, os nomes escolhidos para compor a diretoria não serão apenas de “enfeite”. Todos terão que prestar contas periodicamente de suas ações e ter um plano de metas a cumprir. “Os diretores terão que apresentar relatórios periódicos de suas atividades. Não terão o cargo apenas para entrar na arena. Se estão a disposição do Garantido terão que mostrar competência e desenvolver o trabalho que se propuseram a realizar. Com certeza os resultados serão cobrados. Quem não se adequar não ficará”, afirmou.

Simbolismo

Entre as ações que estão sendo realizadas, neste primeiro momento,  destaca-se a limpeza da Cidade Garantido como algo simbólico para a nova gestão, que foi eleita.  “O curral está sendo limpo e a diferença em apenas vinte dias já é enorme. Tiramos muito lixo e entulho, o que deu um novo aspecto à Cidade Garantido”, explicou Albuquerque, completando ser inadmissível que o cartão postal do Garantido estivesse tão abandonado. “Agora o espaço poderá ser apresentado a quem desejar conhecê-lo e com certeza ações como essa deixarão os torcedores cada vez mais orgulhos do boi da Baixa de São José”, avaliou.

Adelson confirmou a contratação de uma empresa para realizar auditoria na área financeira e administrativa da entidade e lamentou a situação em que recebeu a associação folclórica, que segundo ele, está ainda pior do que imaginava. Além disso, a diretoria continua esperando a devolução do material usado na arena em junho, que foi emprestado e ainda não devolvido. A nova gestão também não recebeu documentações de inúmeras ações administrativas e acordos judiciais.

 “Pensava que a diretoria anterior teria responsabilidade maior com a entrega de documentos e materiais, num tempo hábil para fazer a transição. Entretanto, o que existe é falta de comprometimento com a transparência. Em alguns casos tivemos que fazer uma notificação judicial para que a documentação fosse entregue e, em outros casos, alguns documentos somente serão recuperados na justiça”, explicou o gestor.

Otimismo

Apesar dos problemas iniciais, o presidente avaliou que a diretoria está sendo bem recebida nas visitas a diversos órgãos parceiros do Festival, como Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) e Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur). Ainda segundo ele, todos estão depositando um voto de confiança na atual diretoria, acreditando que a Associação voltará a ser uma entidade organizada administrativa e financeiramente.

 “Estamos sendo bem recebidos, pois já existe uma informação prévia de que nossa proposta para o Garantido é séria e todos estão acreditando que os problemas com prestações de contas, por exemplo, serão sanados. Estão apostando que faremos a coisa certa e, com certeza, faremos”, enfatizou.

 *Com informações da assessoria de comunicação.

Publicidade
Publicidade