Domingo, 19 de Maio de 2019
Vida

Globo de Ouro dá largada à temporada de premiação

Outro destaque da cerimônia, sem sombra de dúvidas, ficou por conta das suas apresentadoras, Tina Fey e Amy Poehler. As atrizes, melhores amigas e ex-“Saturday Night Live”, deram um show à parte ao fazerem piadas com celebridades como Taylor Swift, Meryl Streep, Jodie Foster, Kathryn Bigelow e Lena Dunham (atriz e roteirista da série “Girls”, também uma das vencedoras da noite), entre outras



1.jpg
Acima, Foster faz discurso emocionante
15/01/2013 às 09:30

Considerada por muitos como sendo uma prévia do Oscar, a cerimônia do Globo de Ouro, que aconteceu na noite do último domingo, em Los Angeles, foi recheada de surpresas, discursos emocionantes e muita gargalhada. Na 70ª edição da premiação, a Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, responsável pela escolha dos vencedores, surpreendeu a todos ao consagrar o ator Ben Affleck e seu elogiado “Argo” como Melhor Diretor e Melhor Filme de Drama, respectivamente. Ao que tudo indicava, “Lincoln”, longa com maior número de indicações da noite (foram sete, no total), era o grande favorito.

A vitória se torna ainda mais significativa se lembrarmos que o galã foi sequer indicado ao Oscar. Affleck, mais conhecido pelo seu currículo na frente das câmeras, em filmes de sucesso como “Gênio Indomável” (1997) – trabalho que rendeu ao ator, inclusive, o Oscar de Melhor Roteiro – e “A soma de todos os medos” (2002), vem tentando se provar como um “diretor sério” desde 2007, quando debutou no comando de um longa-metragem com “Medo da verdade”, bastante elogiado pela crítica especializada.

Outro destaque da cerimônia, sem sombra de dúvidas, ficou por conta das suas apresentadoras, Tina Fey e Amy Poehler. As atrizes, melhores amigas e ex-“Saturday Night Live”, deram um show à parte ao fazerem piadas com celebridades como Taylor Swift, Meryl Streep, Jodie Foster, Kathryn Bigelow e Lena Dunham (atriz e roteirista da série “Girls”, também uma das vencedoras da noite), entre outras. Em certos momentos, quando anunciavam os concorrentes de uma categoria e algum dos indicados não estava presente, como foi o caso da veterana Maggie Smith, a dupla se fantasiava como ele, arrancando gargalhadas da plateia.

‘Você é uma grande mãe’

Com dois Oscar e dois Globo de Ouro na bagagem, a veterana Jodie Foster foi agraciada com o prêmio de carreira Cecil B. Demille da edição. Atriz, diretora e produtora, a eterna Clarice Starling de “O silêncio dos inocentes” (1991) subiu ao palco depois de homenagem do amigo Robert Downey Jr. e emocionou a todos com o seu discurso.

No agradecimento, a estrela de 50 anos comentou sobre a sua sexualidade. “Não vou sair do armário nesta noite, já o fiz há mil anos”, brincou. Para completar, Jodie lembrou os filhos, a ex-parceira Cydney Bernard, o amigo Mel Gibson e a mãe, muito doente. “Eu te amo, eu te amo e eu te amo. Espero que, dizendo isso três vezes, entre mágica e perfeitamente na sua alma, encha você de graça e alegria por saber que fez o bem nesta vida, você é uma grande mãe. Por favor, leve isso quando estiver finalmente pronta para partir”, declarou, levando astros como Kate Hudson e Emily Deschanel às lágrimas.

Lista

EM CINEMA:

Melhor Filme (Drama) Argo

Melhor Filme (Comédia/Musical)  Os Miseráveis

Melhor Diretor Ben Affleck, por Argo

Melhor Ator (Drama) Daniel Day-Lewis, por Lincoln

Melhor Atriz (Drama) Jessica Chastain, por A Hora Mais Escura

Melhor Ator Coadjuvante Christoph Waltz, por Django Livre

Melhor Atriz Coadjuvante Anne Hathaway, por Os Miseráveis

Melhor Atriz (Comédia/Musical) Jennifer Lawrence, por O Lado Bom da Vida

Melhor Ator (Comédia/Musical) Hugh Jackman, por Os Miseráveis

Melhor Trilha Sonora Original  As Aventuras de Pi

Melhor Canção Original Skyfall, de Adele para 007 – Operação Skyfall

Melhor Roteiro Quentin Tarantino, por Django Livre

Melhor Filme em Língua Estrangeira Amor (Áustria)

Melhor Animação Valente

EM TELEVISÃO:

Melhor Série (Drama) Homeland

Melhor Série (Comédia/Musical)  Girls

Melhor Minissérie ou Filme para Televisão Game Change

Melhor Atriz Coadjuvante em Minisséries Maggie Smith, por Downton Abbey

Melhor Atriz em Minisséries Julianne Moore, por Game Change

Melhor Ator em Série (Drama) Damian Lewis, por Homeland

Melhor Ator em Minisséries Kevin Costner, por Hatfields & McCoys

Melhor Ator Coadjuvante em Minisséries Ed Harris, por Game Change

Melhor Ator em Série (Comédia/Musical) Don Cheadle, por House of Lies

Melhor Atriz em Série (Drama) Claire Danes, por Homeland

Melhor Atriz em Série (Musical/Comédia) Lena Dunham, por Girls


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.