Publicidade
Entretenimento
ESTREIA

Grupo Garagem inaugura sede própria com temporada de peça sobre trabalho escravo

Com direção de Gleidstone Melo, assistência de direção de Débora Trierweiler e texto de Pricilla Conserva, “Quando encontramos sonhos perdidos nas roupas que costuramos” retrata o dia a dia de quatro funcionários que trabalham em uma fábrica têxtil na cidade de Manaus. 22/07/2016 às 16:19 - Atualizado em 22/07/2016 às 16:20
Show img 7399
foto: Janaina Siqueira
Rosiel Mendonça Manaus (AM)

Nesta sexta-feira (22), Manaus ganha mais um espaço cultural independente. A partir de agora, o número 638 da avenida Joaquim Nabuco, no Centro, será o cantinho do Grupo Garagem. Batizado de A Sede, o espaço passa a abrigar os ensaios e demais atividades da companhia de teatro, criada em 2014 por acadêmicos do curso de Teatro da Universidade do Estado do Amazonas.

E para iniciar a nova fase com o pé direito, o Garagem abre A Sede com a temporada do espetáculo “Quando encontramos sonhos perdidos nas roupas que costuramos”, que ficará em temporada sempre às sextas-feiras, às 19h, até o mês de novembro. Os ingressos serão vendidos a R$ 15 (meia válida para estudantes, idosos, doadores de sangue e artistas).

Após a apresentação de hoje, as bandas Caixa Preta e Útil Passagem fazem um show para dar às boas vindas à casa.

Sobre o espetáculo

Com direção de Gleidstone Melo, assistência de direção de Débora Trierweiler e texto de Pricilla Conserva, “Quando encontramos sonhos perdidos nas roupas que costuramos” retrata o dia a dia de quatro funcionários que trabalham em uma fábrica têxtil na cidade de Manaus. Conforme os meses vão passando, vemos o desencadear de acontecimentos que mudarão para sempre a vida deles.

Em junho de 2015, o Grupo Garagem se reuniu para iniciar os estudos do que viria a ser nosso novo trabalho, que traz como temática o trabalho análogo ao escravo na indústria têxtil. No elenco da peça estão Agatha Paes, Andreza Raoni e Ítalo Rui. Os figurinos são de Frank Kitzinger e o cenário é assinado por Débora Trierweiler.

Publicidade
Publicidade