Quarta-feira, 27 de Maio de 2020
Audiovisual

Histórias da terra: confira uma lista de produções gravadas no Amazonas

Cineastas do Amazonas selecionam seus filmes e séries favoritos com locação na Amazônia



b0103-1f_A5596F07-6B14-4AB0-9171-B53C96846501.jpg Série 'Aruanas' tem no elenco as atrizes Thainá Duarte, Thaís Araújo, Débora Falabella e Leandra Leal (Foto: Reprodução)
06/05/2020 às 13:56

Em período de distanciamento social, a reexibição de alguns filmes, novelas e séries na grade das emissora tem sido comum. Na última semana, a Rede Globo trouxe a série “Aruanas” – hospedada na plataforma Globoplay em 2019 - para as TV’s das salas brasileiras. A trama fala sobre a história de uma ONG de proteção ambiental, criada por quatro mulheres na Amazônia. Com a lembrança, o BEM VIVER TV resgata à memória algumas produções gravadas em solo amazonense, sob a voz de importantes realizadores audiovisuais e cineastas da esfera local.

Admirador de “Aruanas”, o cineasta Zeudi Souza justifica a importância da produção, que, segundo ele, luta pela preservação da Amazônia. “A série traz uma temática importante para o momento atual, em que o País atravessa um descalabro político e ambiental. Mas o que torna a série especial é perceber tantos talentos do teatro e do cinema do Amazonas com atuações impecáveis, dando cara e voz para uma narrativa cada vez mais necessária”, pontua ele.



Jardim de Percevejos

O filme amazonense “Jardim de Percevejos”, do diretor Francis Madson, é caracterizado pelo cineasta Rafael Ramos como “um trabalho muito provocador”. “Ele se beneficia de uma certa precariedade da produção (aí acho que tem muito de deboche do Madson) para criar uma estética meio desarranjada, coisas que aparentemente não se encaixam... a falta de unidade gera uma unidade no filme, acho que acaba representando muito bem Manaus. É difícil fazer uma sinopse desse filme, mas se fosse fazer diria que é sobre um cara meio de saco cheio de tudo e resolve incomodar as pessoas”, coloca ele.

Peso dos Sonhos

“Peso dos Sonhos”, de Les Blank, é um documentário gravado entre a Amazônia peruana e a brasileira – e é a escolha do cineasta Aldemar Matias. “O documentário registra os bastidores do clássico longa de ficção Fitzcarraldo (com cenas do Teatro Amazonas). Inicialmente, parece ser só um making of, mas na verdade a obra transcende essa função e se torna, na minha opinião, mais relevante que o próprio filme do Werner Herzog. É uma reflexão (e um alerta) sobre os impactos de uma produção cinematográfica em uma comunidade, as relações de poder que se estabelecem nesse encontro, e o quão agressiva pode ser a construção de uma obra de arte”, destaca.

Boto

A série "Boto", da Artrupe Produções, fala sobre um grupo de jovens artistas de teatro que resistem entre as dificuldades do setor, como falta de espaços físicos, financiamentos e etc. A produção - que estreia em maio na TV UFAM - é lembrada pelo cineasta Jimmy Christian. "Muito difícil fazer série, principalmente no Amazonas, praticamente um filme por capítulo. Gosto muito de ‘Boto’ pela garra e coragem da produção. Por ser genuinamente amazonense, um produto daqui, e trabalharam muito bem nosso rico cenário amazônico", comenta ele. 

Bandidos na TV

O diretor audiovisual Diego Bauer elenca a força dos personagens como um dos fatores determinantes do sucesso da série “Bandidos na TV”, do diretor Daniel Bogado, que narra a história do apresentador de TV e político Wallace Souza, acusado de ser mandante de assassinatos na capital amazonense. “[A série mostra] o quanto a realidade oferece elementos muito mais inusitados do que a ficção. Eu acho que é uma história pronta, perfeita. Não dá pra dizer que dá orgulho de ver, porque se trata de uma situação envolvendo crimes na cidade, mas eu acho que é mais uma prova do quanto Manaus tem histórias extraordinárias para contar, que com certeza chamariam a atenção do mundo inteiro”.

Subeditora de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.