Sábado, 06 de Junho de 2020
APOIO

Incentivo a Cultura: Editais buscam estimular a produção artística

Prêmios e medidas do setor público e privado foram anunciados visando diminuir as consequências negativas no fazer artístico ao longo do ano



CCBB_SP_125CA2BC-3C8A-45E8-9D84-914B64EF95CE.jpg Banco do Brasil está com edital aberto e contemplados irão compor a programação dos CCBBs (Foto: Divulgação)
19/05/2020 às 13:46

Atualmente a cultura enfrenta um de seus momentos mais conturbados na história recente do Brasil. Com a paralisação das atividades presenciais, artistas e produtores culturais esbarram na falta de recursos para desenvolver seus trabalhos - e consequentemente no prejuízo financeiro. Ainda sem uma previsão concreta de volta à normalidade, alguns editais, prêmios e medidas governamentais foram anunciados visando diminuir as consequências negativas no fazer artístico durante o primeiro e segundo semestre deste ano.

Comandado pela atriz Regina Duarte, a Secretária de Cultura apresentou três medidas de enfrentamento a crise no setor. De acordo com a secretária, artistas e produtores que buscam recursos de fundos setoriais ou captação por meio da Lei Rouanet poderão movimentar recursos abaixo do limite atual de 20% da captação, o que espera-se dar agilidade no uso do dinheiro.



Além disso, projetos culturais estão livres para serem alterados a qualquer momento durante a fase de execução, o que pode ajudar artistas que queiram cortar gastos. A terceira medida diz respeito a prestação de contas, que se flexibiliza dando mais tempo ao artista.

Editais e prêmios

Não se sabe quando a crise gerada pela pandemia do coronavírus chegará ao fim, mas os impactos deixados por ela deverão ser sentidos no restante do ano. Para auxiliar os artistas durante o segundo semestre de 2020, alguns editais já estão com inscrições abertas.

É o caso do projeto “Banco do Brasil de Patrocínio 2021/2022 – Edital Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB)”, que está com inscrições abertas até o dia 5 de junho e contemplará propostas nas áreas de Artes Cênicas, Cinema, Exposições, Ideias, Música e Programas Educativos. 

A previsão é de que os resultados sejam divulgados em setembro deste ano e os projetos selecionados vão compor a programação dos CCBBs de Brasília (DF), de Belo Horizonte (MG), do Rio de Janeiro (RJ) e de São Paulo (SP), aceitando a inscrição de artistas e produtores de qualquer parte do Brasil.

Outra iniciativa de auxílio é a Mostra 3M de Artes, que será realizada entre 11 de setembro e 11 de outubro, no Parque Ibirapuera, em São Paulo. O projeto apresentará obras de dez artistas, dos quais três serão selecionados via edital. 

Cada artista escolhido receberá um cachê de R$5 mil, além de mais R$25 mil como verba para a produção das obras. As inscrições, que iriam até a última segunda-feira (18), foram prorrogadas até o dia 25 de maio e podem ser feitas pelo site mostra3mdearte.com.br/edital.

O 3º Prêmio seLect de Arte e Educação já está com inscrições abertas até o dia 30 de junho. A premiação foi criada para valorizar escolas e demais instituições de arte e ensino, além de iniciativas empenhadas em desenvolver metodologias pedagógicas inovadoras que conversem com as demandas contemporâneas do país.

Realizada pela revista seLecT e com patrocínio e correalização do Itaú Cultural, a premiação vai conceder 20 mil reais aos vencedores das categorias Artista e Formador. Os finalistas apresentarão seus projetos no Seminário de Arte e Educação, com realização prevista para os dias 14 e 15 de setembro, na sede da organização, em São Paulo.

O que já foi feito

Ao longo do primeiro semestre, alguns editais a nível local e nacional contemplaram artistas do Estado em diferentes segmentos. Em março deste ano, a Secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa do Amazonas publicou o edital “Fica na rede, maninho”, que selecionou propostas para realização de atividades artísticas de conteúdo virtual. A iniciativa foi dividida em três lotes, cada qual contemplando até 300 artistas com o valor de R$1 mil reais cada.

Já os artistas amazonenses Karen Francis, João Amorim e Banda Tucandeira foram selecionados na série de Música do Arte como Respiro: Múltiplos Editais de Emergência, do Itaú Cultural. O resultado foi divulgado no último dia 8. Ao todo, foram 12 mil inscrições e 200 trabalhos selecionados, feitos por artistas dos 26 estados brasileiros, mais o Distrito Federal.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.