Quarta-feira, 24 de Abril de 2019
publicidade
super_1_A29CE3D3-2092-463F-BA0C-EC6AD5EB22ED.JPG
publicidade
publicidade

IMAGINAÇÃO

Inspirado no tucumã, estudante cria super-herói amazônico em Manaus

Um dos poderes do personagem é comer um x-caboquinho e começar a ter visão de raios-x. O 'Tucumem' foi criado para a valorização do tucumã


12/04/2019 às 12:02

Apaixonado pela culinária amazonense, o estudante Hugo Amazonas, de 14 anos, criou um super-herói em homenagem a fruta tucumã. O garoto que ama desenhar desde pequeno, desenvolveu o 'Tucumem' com vários poderes. Um deles é até comer um x-caboquinho - sanduíche típico do Amazonas com pão francês, queijo coalho, tucumã e banana frita - para conseguir aplicar o poder de visão de raios-x.

A ideia de criar o personagem surgiu de uma forma inusitada. O adolescente foi até um supermercado próximo de casa e acabou errando o nome da fruta. O primo de Hugo brincou sobre o nome do super-herói e o estudante começou a desenhar em um papel tudo que queria no Tucumem. A pré-produção durou cerca de 3 dias.

"O Tucumem, como é chamado o meu super-herói, foi criado a partir de uma brincadeira. Estava em um supermercado e sem querer errei o nome do tucumã, aí o meu primo acabou falando: o super-herói amazônico. Naquele momento, deu um estalo na minha cabeça. Resolvi criar para evidenciar os benefícios desta fruta regional", explicou o adolescente, de forma descontraída.

O personagem "amazônico" foi desenhado com as cores do tucumã. Um amarelo forte e combinações com a cor laranja foram utilizados. Inspirado no caroço da fruta, que é preto, o adolescente preparou o design do rosto e mãos, com luvas, do personagem.

"Escolhi as cores do super-herói com base na fruta. Dependendo do tucumã que você pega, as cores variam. A parte mais laranja tem mais depois da casca. Utilizei o preto por conta da coloração do caroço. Levei três dias para chegar no que queria para o personagem", comentou Hugo.

Formas e poderes

Como todo super-herói, o Tucumem tem vários poderes e formas. O primeiro formato do personagem amazônico é um mais "fofinho", que aparece para pessoas benevolentes com a natureza. Nesta forma, ele consegue criar artesanatos de tucumã, além de ter uma visão de raios-x após comer um x-caboquinho.

"O Tucumem na primeira forma além de aparecer para as pessoas mais benevolentes com a natureza, ele consegue criar artesanatos, ter visão de raios-x e se camuflar. Ele consegue recolher o corpo dele para dentro da cabeça e ficar como a fruta mesmo", explicou Hugo.

publicidade

Percebendo algum perigo o risco para com a natureza, o Tucumem se transforma na segunda forma, onde tem super força e super resistência. "Se ele encontrar alguém que esteja fazendo mal à natureza, aí sim, ele passa para outra forma que tem super força e super resistência, já que descascar um tucumã não é considerada uma tarefa fácil. Ele também consegue disparar espinhos do antebraço dele, porque a árvore do tucumã, tem esses espinhos", relatou o adolescente de 14 anos.

Resultado e amor pela arte

Após finalizar a produção do personagem, o estudante conta que ficou muito feliz com o resultado da sua arte. Agora, acompanhado do primo, Hugo pretende desenvolver histórias para narrar as aventuras do herói amazônico.

"Eu adorei o resultado. Eu e meu primo estamos pretendendo criar histórias. Talvez, a gente mude uma coisa ou outra, mas o resultado final não vai mudar muito do design atual. Eu fiz alguns esboços no próprio papel. Inclusive nos primeiros desenhos, a máscara dele não tinha apenas uma parte preta, era toda. Paramos para analisar e resolvemos deixar uma parte pequena de preto, como o caroço da fruta".

Mesmo sendo apaixonado pela arte e tendo começado a desenhar muito cedo, o estudante afirma que pretende seguir outra carreira no futuro. "Cara, eu desenho desde pequenininho. Meu pai me deu muito incentivo quando era bem menor. Este não foi o primeiro super herói que criei, já fiz outros. Eu pretendo investir nisso quando terminar minha faculdade de medicina, penso em usar os recursos que terei. É bom fazer o que gosta, mas também precisamos ter certeza que aquilo nos trará retorno", comentou o adolescente.

Valorização da fruta e outras histórias

Tendo apenas 14 anos, Hugo já encontra no tucumã uma representação da cultura amazônica e pretende cada vez mais fazer com que as pessoas conheçam o Amazonas. "Eu acredito que a criação de um super-herói, que é baseado em uma fruta da nossa região, pode influenciar muito as pessoas. Elas podem pensar no Tucumem e acreditarem que elas podem fazer o que ele faz. As pessoas podem trazer as atividades do Tucumem para a vida real. Os super-heróis são imagens para quando precisamos fazer alguma coisa e achamos que não conseguimos", destacou Hugo.

O design do personagem foi produzido pelo próprio estudante no computador de casa. Após desenhar o Tucumem em uma folha, Hugo aprimorou em um programa de pc, as cores e técnicas do super-herói. "Produzi sozinho o design o e já posso adiantar que a um ou dois meses, vamos preparar o roteiro para as histórias do Tucumem", disse.

Apaixonado pelo tucumã, o estudante comenta que a fruta não falta em sua casa. "O tucumã é uma fruta que uma vez por semana estamos comprando aqui em casa. Gostamos bastante e tenho esse costume de valorizar as frutas regionais da nossa terra. Meus pais sempre me ensinaram a gostar das coisas daqui e o Tucumem representa muito isso", finalizou. 

publicidade
publicidade
Estudante de 13 anos é encontrado morto com tiro na cabeça no Dom Pedro
Bolsonaro diz que quer explorar Amazônia em parceria com os Estados Unidos
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.