Publicidade
Entretenimento
Vida

Instituto aCONTEcer realiza bazar para trazer método Therasuit a Manaus

Para que o bazar seja realizado, o Instituto aCONTEcer precisa da doação de objetos entre roupas, sapatos, bolsas, acessórios, brinquedos, eletroeletrônicos, eletrodomésticos novos, semi-novos e usados. Segundo Fernandes, o bazar beneficiará um grupo de 20 crianças portadoras de paralisia cerebral, onde 40 pais membros do Instituto estarão trabalhando para proporcionar aos filhos uma melhor qualidade de vida 12/03/2013 às 12:26
Show 1
Com o método Therasuit, Izaquiel consegue realizar atividades como caminhar e andar de bicicleta
Laynna Feitoza Manaus, AM

Com o objetivo de trazer para Manaus o método Therasuit, tratamento revolucionário criado em Michigan, nos Estados Unidos, que possibilita acelerar os resultados relacionados à reabilitação em portadores de paralisia cerebral, o recém-criado Instituto aCONTEcer realizará no dia 06 de abril, das 10h às 18h, o bazar ‘Colorindo Vidas’, que ocorrerá na rua 10, casa 198, bairro Japiim 1, Zona Sul de Manaus.

De acordo com a idealizadora e vice-presidente do instituto, a psicóloga Rosângela Fernandes – mãe de Izaquiel Conte Fernandes, garoto de oito anos com paralisia cerebral e primeiro amazonense a usufruir dos benefícios do Therasuit – o bazar visa arrecadar recursos financeiros para enviar quatro profissionais de fisioterapia para realizarem o treinamento com o método Therasuit nos EUA.

“Com o curso, eles estão autorizados e certificados para aplicarem o método. Serão exclusivos do instituto, atendendo as nossas crianças, que terão todo o planejamento de atendimento. Após participarem do curso, eles estarão autorizados, treinados e certificados para reaplicarem as técnicas em seus atendimentos, e a roupa do Therasuit só é vendida para quem foi treinado e certificado no método”, garantiu Rosângela.

Therasuit e Educação Condutiva

Para que o bazar seja realizado, o Instituto aCONTEcer precisa da doação de objetos entre roupas, sapatos, bolsas, acessórios, brinquedos, eletroeletrônicos, eletrodomésticos novos, semi-novos e usados. Segundo Fernandes, o bazar beneficiará um grupo de 20 crianças portadoras de paralisia cerebral, onde 40 pais membros do Instituto estarão trabalhando para proporcionar aos filhos uma melhor qualidade de vida.

“Além do Therasuit, estaremos implantando a Educação Condutiva, que consiste na reabilitação educacional do sistema nervoso central, método este criado na Hungria, em 1945. Através da repetição de tarefas com a integração do movimento intencional, mesclado à aprendizagem, o cérebro cria caminhos alternativos para enviar mensagens para grupos musculares, criando os movimentos desejados”, disse a psicóloga.

A ideia da elaboração do bazar teve início com a luta de Rosângela com o filho, Izaquiel, para submetê-lo ao tratamento Therasuit. “O Instituto é um sonho. Ele surgiu quando adotei Kiel (o menino já portava paralisia cerebral quando foi adotado). Desde lá, busco por atualidades, inovações, tecnologias que possam proporcionar ao meu filho e às outras crianças uma vida melhor”, pontuou a vice-presidente.

Os encontros que fazem parte da programação de atividades do Instituto aCONTEcer ocorrem todos os sábados na casa de Rosângela, situada na Rua 10 casa 198, bairro Japiim 1 (esquina com a escola de inglês SKILL). Nos encontros, Rosângela e os pais de portadores de paralisia cerebral discutem as informações sobre o tratamento e as ações relacionadas à luta pela implantação do método Therasuit em Manaus.

“Ainda estamos com 7 vagas em aberto. Se algum pai ou mãe estiver disposto a assumir este desafio e integrar o instituto conosco, são nossos convidados. Queremos pais ativos que não tenham vergonha de trabalhar, vender rifas e/ou convites dos eventos, que peçam ajuda... enfim, que lutem pelos filhos”, ressaltou Fernandes.

Doações

Para efetuar doações ao bazar, basta ir até a casa de Rosângela (situada na Rua 10 casa 198, bairro Japiim 1 - esquina com a escola de inglês SKILL), ligando nos números (92) 9130-1113 e (92) 8198-7220, ou acessando a página 'Crianças Especiais São Como Borboletas' no Facebook.

“Todos os dias temos uma equipe de prontidão para receber as doações, em qualquer horário. A proposta do Instituto é que todos trabalhem de forma igual, batalhem mesmo, pois tudo vai valer muito a pena. E juntos, precisamos fazer aCONTEcer, não é mesmo?”, finalizou a psicóloga.



Publicidade
Publicidade