Publicidade
Entretenimento
Vida

Internet gourmet: a arte de cozinhar e postar na rede

Mais que publicar pratos com fotos bonitas e seu modo de preparo, as páginas têm feito muita gente redescobrir o prazer de cozinhar em casa. O blog “Pitadinha”, comandado por Juliana Stelli, é um exemplo 16/07/2013 às 09:40
Show 1
A amazonense Juliana Stelli é dona do Pitadinha, um dos blogs mais acessados do Brasil
Luana Ribeiro Manaus, AM

Uma nova tendência invadiu a blogosfera e não se trata de look do dia e nem street style. Passada a febre dos blogs de moda, os de culinária agora estão ganhando cada vez mais espaço na Internet.

Mais que publicar pratos com fotos bonitas e seu modo de preparo, as páginas têm feito muita gente redescobrir o prazer de cozinhar em casa. O blog “Pitadinha”, comandado por Juliana Stelli, é um exemplo. Bastam alguns minutos lendo a página que dá vontade de ir para o fogão - aquele que você prefere passar longe - testar as receitas.

“Há algum tempo havia uma glamourização do ‘comer fora’, hoje as pessoas estão redescobrindo o valor o prazer de preparar sua comida, escolher os ingredientes, convidar gente querida e se sentar à mesa pra partilhar uma refeição”, diz a blogueira.

Cozinha amadora

O “Pitadinha” nasceu quando Juliana saiu de Manaus para morar em Recife e foi obrigada a encarar as panelas. “Quando me mudei para Recife, sem conhecer ninguém e recém-casada, passava o dia lendo blogs de culinária para aprender como me virar na minha nova cozinha. Naturalmente surgiu a vontade de escrever também e em março de 2010 comecei a publicar algumas receitas e dicas e nunca mais parei”, conta a amazonense.

Entre tortas, pães, suflês e massas que prepara, Juliana jura não ser especialista na cozinha e se define “cozinheira amadora, porque amador é quem faz por amor”, e diz que sua única especialidade mesmo é comer. Mas o fato é que postar virou a nova profissão de Juliana, que é pedagoga por formação.

“Sempre digo que tenho o melhor emprego do mundo, pois faço o que gosto e ainda recebo por isso, e a melhor parte é poder trabalhar em casa e não precisar abrir mão do meu emprego principal, que é ser mãe”, diz. Receita para o blog de sucesso? “Só existe uma: trabalho!”, garante.

Tal mãe, tal filho



Filho da chef de cozinha Nádia Israel, o blogueiro Victor Israel sempre esteve ligado ao mundo da culinária. Mas o blog “É de comer” só veio depois de uma temporada em São Paulo, quando morou longe da família.

“O ‘É de comer’ começou com uma necessidade. Estava estudando e morando em São Paulo e então precisava aprender a cozinhar, logo recorria aos blogs de culinária quando não podia ligar para a mamãe. Foi daí que surgiu a vontade de escrever”, conta Victor Israel.

Hoje o blog é feito a quatro mãos, Victor conta com a colaboração de Bruno Cardoso para as receitas, Isabel Holanda para fazer resenhas de lugares pela cidade e da mãe, Nádia Israel, que é curadora do conteúdo.

O blog despertou novos planos profissionais para Victor, que é publicitário. “Tenho vontade de fazer gastronomia, quero seguir com isso, ia até começar o curso no início de 2013, tranquei por conta do horário, iria me prejudicar no novo emprego, mas minha mãe formou e eu adorei, vou fazer!”, garante.

Enquanto não conclui a graduação da área, ele põe em prática os muitos planos para o blog. “O slogan não é à toa, nossa proposta é oferecer (para nós e para o público) experiências gastronômicas. Além de receitas, buscamos dar dicas de lugares bacanas e diferenciados na cidade, até fazemos resenha sobre eles. Queremos também ajudar a fomentar o mercado de gastronomia em torno de Manaus e em todo o Amazonas”, planeja.

Em família

Entre os amigos e familiares, a jornalista Stéfanie Stefaisk é aquela que sempre teve a mão boa para cozinha. Com o propósito de criar um caderno de receitas virtual onde pudesse escrever suas receitas e compartilhar com os mais próximos, Stéfanie fez o blog “Hat and Apron” (chapéu e avental, em português).

Há apenas quatro meses no ar, a página já coleciona algumas receitas de sucesso na Internet, como Spaghetti Negro com Anéis de Lula e Camarões e Cheesecake Assado, todos preparados e fotografados pelas mãos da jornalista.

“Meu pai adora cozinhar e acho que o gosto passou um pouco de pai para filha. Desde pequena eu sempre ficava vendo meus pais cozinharem, adorava ficar pela cozinha enquanto eles preparavam as refeições”, lembra. “Mas só comecei a preparar pratos mais elaborados e a inventar receitas de uns 6 anos para cá, antes era mais o feijão-com-arroz mesmo”, conta.

Leitora fiel dos blogs de culinária, como o Panelaterapia, ela acredita que o que encorajou ela e outras pessoas a dividirem receitas até então restritas a almoço e jantares em família foram mesmos os programas de culinária com chefs amadores, como Masterchef e Top Chef.

“As pessoas passaram a pensar: ‘ei, peraí, eu sei fazer isso também, eu posso ser tão bom quanto um chef’. Cozinha é talento, mas também é prática”, conclui.

Serviço

o que é: Pitadinhasite www.pitadinha.com
o que é: É de comersite www.edecomer.com
o que é: Hat and Apronsite www.hatandapron.wordpress.com.br

Publicidade
Publicidade