Publicidade
Entretenimento
Vida

Íntimo e pessoal: mulheres recorrem às cirurgias íntimas

Conforme o doutor Jorge Cabral Neto, a cirurgia de rejuvenescimento é capaz de melhorar a aparência física externa do órgão sexual feminino. “Basicamente é realizada a diminuição ou remodelamento dos pequenos e grandes lábios”, explica o médico cirurgião plástico 13/03/2013 às 08:27
Show 1
9000 rejuvenescimentos vaginais foram feitos em 2011, no Brasil, segundo a mais recente pesquisa da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica
Cynthia Blink Manaus, AM

Nove mil mulheres aderiram ao rejuvenescimento do órgão sexual, em 2011, no Brasil, segundo a mais recente pesquisa feita pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica (ISAPS, sigla em inglês). A estatística coloca o País em primeiro lugar no mundo em cirurgia íntima.

Conforme o doutor Jorge Cabral Neto, a cirurgia de rejuvenescimento é capaz de melhorar a aparência física externa do órgão sexual feminino. “Basicamente é realizada a diminuição ou remodelamento dos pequenos e grandes lábios”, explica o médico cirurgião plástico.

Durante o pós-operatório, Jorge Cabral Neto ressalta a importância da higiene do local para evitar infecções e afirma que em 15 dias, em média, a paciente já pode retornar às suas atividades.

Quanto a mulher que se incomoda com a cor ou danos causados pelo parto normal, a doutora Andréa Araújo, ginecologista e obstetra, sugere: “Existem vários recursos para ela se sentir mais feliz com sua intimidade, como a perineoplastia, peeling para clareamento, preenchimentos com gorduras, lipoaspiração local e outros procedimentos”.

Em geral, as mulheres que se submetem a uma cirurgia íntima ou ninfoplastia preferem não expor. Mas, Geisy Arruda é um caso atípico. Ano passado, a ex-peoa disse que precisava fazer a cirurgia íntima para se sentir mais à vontade durante o sexo. Alegando que ficava desconfortável com as preliminares pois, sempre se preocupando em não deixar o parceiro notar que havia algo de errado nela.

Primeira vez, outra vez

Quem se rende as intervenções do rejuvenescimento vaginal pode descobrir que ser virgem de novo é realizável. Confome nos a Drª Andréa Araújo: “normalmente a associação de outras cirurgias leva a himenoplastia (reconstrução do hímen). A maioria das novas virgens deseja presentear seus parceiros realizando fantasias sexuais”, afirma a a ginecologista e obstetra.

A himenoplastia não é novidade para a modelo Ângela Bismarchi. Casada com o cirurgião plástico Wagner de Moraes, a artista já voltou a ser virgem por mais de uma vez. Em 2012, respondendo a uma entrevista, Ângela soltou uma pérola sobre sua condição: “Minha virgindade é recarregável”.

Ponto G

O Ponto G feminino é uma região erógena localizado na parede anterior da vagina que, quando estimulado, produz alto nível de excitação e orgasmos intensos. Foi descoberto, em 1950, pelo ginecologista alemão Ernest Grafenberg.

Nos dias de hoje existe cirurgia com a finalidade de aumentar o Ponto G e torná-lo mais alcançável. É uma cirurgia bastante solicitada, garante a doutora Andréa Araujo. “Bem mais pedida que a himenoplastia”, revela.

 

Publicidade
Publicidade