Terça-feira, 25 de Junho de 2019
MÚSICA

Jéssica Stephens é a representante da região Norte no Femucic, no Paraná

No próximo sábado, 15 de junho, Jéssica cantará duas músicas: ‘Meu Teremim’ (solo) e ‘Malungos’, com Carlos Gomes, vencedora de vários festivais musicais



BV0110-1F__2__18FEEADF-08AF-4337-8EFF-298615066085.jpg (Foto: Divulgação)
10/06/2019 às 11:25

A cantora Jéssica Stephens será a representante da região Norte na Mostra da Canção no Femucic, que ocorre nos dias 14 e 15 de junho, às 20h, no Teatro Calil Haddad (Sesc Maringá), no Paraná.

“O Femucic é um evento super tradicional, que já está em sua 41ª edição. Fui uma das artistas convidadas para esse show. Estou super feliz em representar o Norte, de levar o meu Amazonas a esse evento”, destaca a cantora que nasceu em Boa Vista (RR) e mudou-se para Manaus em 2015.

No evento, Jéssica interpretará a canção “Malungos”, de Carlos Gomes, que possui ampla participação e vitórias em diversos festivais do País. “‘Malungos’ possui um DNA muito positivo. Ela arrebata, tem aberto muitas portas na região Sul e Sudeste do Brasil, inclusive na região Norte”, brinca.

A parceria entre Jéssica e Carlos surgiu através do Festival da Canção de Itacoatiara. “O Carlos mora em São Paulo e enviou ‘Malungos’ para o festival e eu interpretei. A final aconteceu no dia do meu aniversário. Ganhamos 1° lugar, Melhor Intérprete e Melhor Arranjo. Ele assistiu à transmissão via Facebook e gostou do meu trabalho. A mesma canção tinha sido classificada num tradicional festival de música de SP. Ele me convidou para interpretá-la com ele nesse festival. Ficamos em segundo, e eu com o prêmio de Melhor Intérprete. Conhecemos de perto o trabalho um do outro”, explica Jéssica.

Trajetória na música

Cantora e compositora, Jéssica Stephens nasceu e se criou em Roraima, dando os seus primeiros passos na música na cidade de Boa Vista. Ainda criança, fez parte do coral da Escola de Música de Roraima. “Todas as escolas em que eu entrava sempre fazia testes para os corais, sempre participei. Minhas professoras diziam que eu tinha vocação, aptidão para a música, e aquilo me dava uma certa esperança”, relembra.

Aos 14 anos, ingressou no ELCA, Escola Livre de Canto, onde foi solista até os seus 18 anos. Em 2006, ganhou o segundo festival de calouros realizado pela Fetec. A partir daí, a cantora dava os seus primeiros passos nos festivais.

Em 2008, foi intérprete no Festival de Música da Prefeitura de Boa Vista e backing vocal da banda base do FEMURR. Das seis edições do Festival Canto Forte, participou de cinco, conquistando o primeiro lugar e prêmio de melhor intérprete em 2013. Em 2014, conquistou o segundo lugar com sua música “Fruto do Bem” e em 2015 conquistou o quinto lugar com sua canção “Fronteira”.

A cantora já participou do tradicional Festival da Canção de Itacoatiara (Fecani), em 2013 defendendo uma canção de Roraima e em 2014 interpretando sua música “Sabiarar”.

Em 2015, Jéssica fez parte do espetáculo Mulheres em Boa Vista, cantando nas três temporadas e o mesmo bateu recorde de público no Teatro Jaber Xaud.

Atualmente, a cantora está sempre na estrada em vários festivais, mostras e competições de música, representando sua região nos quatro cantos do País. Recentemente, “Malungos” foi a vencedora do Fecavi, tradicional festival de música do município de Videira, Santa Catarina.

 

Receba Novidades

* campo obrigatório
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.