Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019
Festa da Vitória

Kartódromo de Manaus avermelhou para a Festa da Vitória do Boi Garantido

Um público estimado pela diretoria da associação folclórica em 10 mil pessoas comemorou o 31º título do Festival com muita música



01.jpg (Foto: Aguilar Abecassis)
03/07/2016 às 14:57

“Nossa garra tem valor/Não se paga nosso amor/É só regar pra florescer/Superação nos faz vencer”. Como se embalado por esses versos da toada “Paixão de Coração”, e em face de toda a crise financeira que rondou o 51º Festival de Parintins, o Boi Garantido e seus torcedores celebraram sua vitória no Kartódromo da Vila Olímpica de Manaus, no último sábado. 

Um público estimado pela diretoria da associação folclórica em 10 mil pessoas comemorou o 31º título do Festival com muita música e provocação ao Caprichoso, adversário tradicional do Boi da Baixa do São José, como é conhecido o Garantido. 

“Eu acho que o Garantido, como o melhor anfitrião de Parintins, é importante fazer a festa lá na Ilha e aqui em Manaus onde o contrário foi fundado”, brincou, em tom de rivalidade, João Paulo Faria, que encarna desde o ano passado o Pai Francisco do Garantido.

“Falando sério, o Festival Folclórico deste ano foi importante porque os dois bois se saíram muito bem fazendo um evento de superação, com pouco dinheiro e pouco recurso. E quem conhece o Festival e foi a Parintins sabe que ele não deixou nada a dever aos de outros anos quando tinha um suporte maior. Mérito dos parintinenses. No Festival da superação o campeão foi o Garantido”, disse o irreverente ítem.

“Nada mais justo do que comemorar o título com o nosso torcedor de Manaus”, reforça Fábio Cardoso,  vice-presidente da associação folclórica.

No palco montado um dia antes do evento, se apresentaram os artistas Mara Lima, Luciano Brasil, Vanderson, Leonardo Castelo, participação da Batucada do Garantido que teve a presença do ritmista do surdo de marcação Reque Monteverde, neto do fundador do boi, Lindolfo Monteverde, além do apresentador oficial Israel Paulain e do levantador Sebastião Júnior.


                                                                    (Foto: Aguilar Abecassis)

“A palavra que define essa nossa conquista no Festival de Parintins é dedicação. Nós nos superamos desde 2010 na minha entrada como ítem”, comentou um solícito Sebastião Júnior, antes de sua apresentação apoteótica e após posar para diversas fotos com a galera vermelha e branca. 

“É uma grande honra participar de mais uma vitória do meu boi. O Garantido veio belíssimo e estamos com o coração super feliz e graças a Deus Ele nos abençoou com o campeonato”, disse a Cunhã-Poranga Verena Ferreira, que se despediu com chave de ouro do posto este ano

“Esta festa é imperdível, ainda mais que nenhum de nós fomos a Parintins esse ano. Mas estávamos ligados na TV A Crítica acompanhando a transmissão”, destaca a torcedora Michele Vasconcelos.

Embrião para 2017

O diretor de eventos do Movimento Amigos do Garantido (MAG), e produtor da Festa da Vitória, Rivaldo Pereira, disse que procurou fazer o melhor transformando o kartódromo no curral do Boi Garantido, “ganhando elogios até mesmo de um produtor de eventos do Rio de Janeiro”. “Essa nossa força vem da Baixa, do título do Garantido de boi campeão de 2016”, conta ele, enfatizando que “nós plantamos uma semente no Sambódromo há 15 anos quando o local era um ‘elefante branco’, e hoje vejo o kartódromo como um lugar sensacional para os bois no próximo ano, pois tem estacionamento e dá para montar uma grande estrutura”.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.