Publicidade
Entretenimento
Vida

M1 comemora 10 anos e você ganha a festa

Ações de sucesso, como “Manaus Folia”, “Summer Fest”, “Manaus Fantasy”, “Cala Boca e Beija Logo”, “Baile do Hawaii”, “Manaus 80”, “Micareta Jovem Pan”, entre muitas outras, são realizadas pela empresa 06/10/2013 às 11:28
Show 1
O slogan da M1 é “Fazendo do seu show uma grande festa”
Rafael Seixas Manaus, AM

A M1 Eventos começou pequena, sem grandes pretensões de se tornar uma das maiores produtoras de entretenimento da cidade. O segredo do sucesso o diretor da empresa, Marcelo Alex, não revela, mas afirma que o diferencial da produtora em relação às demais é o cuidado e o respeito com o público. Dando continuidade aos festejos dos 10 anos, o empresário falou sobre os momentos que marcaram essa trajetória e lembrou que a comemoração será dia 23 de outubro, no “Luau M1 Eventos”, na Praia do Tropical Hotel, tendo como atrações O Rappa e Armandinho.

Segundo Alex, na época que iniciou as atividades da produtora, Manaus pedia ações de menor porte, entretanto de qualidade. A ideia em si não era somente produzir shows, mas envolvê-los dentro da temática da festa. “Quando a gente começou a fazer festas pequenas, não pensávamos que um dia iríamos realizar eventos que levassem 30 mil pessoas, como é o caso do ‘Summer Fest’. Lá atrás, não imaginávamos que cresceria a este ponto”, afirmou, complementando que todos os eventos são traçados como festas, por isso que o slogan da M1 é “Fazendo do seu show uma grande festa”.

Concepção

Desse formato de trabalho surgiram ações de sucesso, como “Manaus Folia”, “Summer Fest”, “Manaus Fantasy”, “Cala Boca e Beija Logo”, “Baile do Hawaii”, “Manaus 80”, “Micareta Jovem Pan”, entre muitas outras.

O empresário relembrou que a primeira festa produzida foi a “Manaus Folia”. “Foi na Avenida do Futuro. Foi marcante, embora não tenha sido um sucesso de público, mas tivemos a ousadia de colocar um trio elétrico no meio da rua. Todas as edições do ‘Manaus Summer Fest’ sempre foram marcantes, tanto que é o principal evento da nossa agenda”, destacou.

*Leia mais na edição do Jornal A Crítica deste domingo (6)

Publicidade
Publicidade