Publicidade
Entretenimento
Buzz

Mãe do dançarino assassinado ‘DG’ chama Regina Casé de cretina e apresentadora responde

Dona Maria de Fátima Silva fez o comentário na última quinta-feira (20), durante uma mesa de debates na SerNegra, em Brasília, e causou polêmica 27/11/2014 às 11:25
Show 1
A mãe do ex-Bonde da Madrugada acusou Regina Casé de ter se aproveitado de seu estado emocional, durante a edição especial do “Esquenta!” dedicada ao dançarino.
acritica.com* ---

O assassinato de Douglas Rafael da Silva Pereira, o dançarino DG do Bonde da Madrugada, do programa global “Esquenta!”, continua rendendo muita polêmica após sete meses de sua morte por arma de fogo, na comunidade do Pavão-Pavãozinho, em Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

O frisson do momento foi o discurso de dona Maria de Fátima Silva, mãe do dançarino, contra a apresentadora Regina Casé na última quinta-feira (20), durante uma mesa de debates na SerNegra (Semana de Reflexões sobre Negritude, Gênero e Raça), em Brasília.

Segundo informações do site RD1, dona Maria detonou a global, chamando-o de farsa, mentirosa e cretina após ser questionada por uma espectadora sobre o tratamento dado pela imprensa à cobertura da morte do filho.

A mãe do ex-Bonde da Madrugada ainda acusou a apresentadora de tê-la abandonado e se aproveitado de seu estado emocional, durante a edição especial do “Esquenta!” dedicada ao dançarino.

Além disso, Maria afirmou que a apresentadora e uma produtora do programa a orientaram a responder somente o que Casé perguntasse, e que em nenhum momento a polícia poderia ser culpada pelo episódio. A mãe de DG ainda criticou o tratamento recebido nos bastidores do programa e afirmou que na agenda da atração, que carregaria o logotipo do “Esquenta!”, Casé teria escrito o seguinte: “Nunca foi minha vontade fazer programa para pobre, nem para periferia. Minha vontade era de fazer Vanguarda, mas o Boninho [diretor] não deixou”.

Ao final da sessão de debates, a mãe de DG chamou pela segunda vez Regina Casé de cretina e teve o apoio da plateia que reagiu gritando “O povo não é bobo, abaixo a Rede Globo”. Neste momento, o ex-BBB Jean Wyllys, hoje deputado federal pelo PSOL do Rio de Janeiro, que também participava da mesa redonda ao lado de outras pessoas, aplaudiu o coro.

Nesta quarta-feira (26),  Regina Casé comentou as críticas em seu perfil no Facebook. Segundo a apresentadora, Maria de Fátima fez acusações cruéis e injustas. Regina ainda se defendeu da pecha que lhe foi atribuída, de não gostar do povão.

Confira o desabafo na íntegra: 

“Pensei muito se deveria voltar a esse assunto ou não. Mas é que nos últimos dias fiquei triste e perplexa acompanhando a repercussão gerada pelas palavras e acusações, muitas delas cruéis e injustas, de Dona Maria de Fátima, mãe do DG.

No caso da morte do DG, fizemos tudo o que achávamos correto e digno. Quando fizemos um programa de despedida, foi de coração, recebemos todos os convidados desse dia com o mesmo cuidado de sempre. Talvez a única diferença tenha sido que a gente deu ainda mais atenção para Dona Maria de Fátima e sua família. Estávamos unidos no mesmo sentimento, pois a dor dela é a dor de muitas mães que convivem com a violência.

A minha história sempre foi de luta contra o preconceito, a desigualdade e as injustiças sociais, mas ela sempre foi também de respeito à transparência e à verdade. Por isso precisava dar essa satisfação a tanta gente (fãs, amigos e familiares) que tem estado ao meu lado o tempo todo.

Obrigada por todo carinho. Este apoio tem me incentivado muito. Não vamos desanimar, mesmo quando for preciso lidar com situações tão difíceis como esta”, publicou a apresentadora.

*Com informações do site RD1

Publicidade
Publicidade