Terça-feira, 23 de Abril de 2019
publicidade
1.gif
publicidade
publicidade

Vida

Maestro Adroaldo Cauduro, professor da UEA recebe prêmio nos Estados Unidos

Adroaldo está nos EUA para receber o prêmio ‘2015 Outstanding Graduate Alumni Award’, voltado para os mais brilhantes egressos de pós-graduação


07/04/2015 às 10:13

No extenso currículo de Adroaldo Cauduro está a passagem pela prestigiosa Eastern Illinois University (EIU), a qual formou alguns ícones da música como os cantores Burl Ives e Matthew Polenzani; o trombonista de jazz Ron Westray; a cantora Charlotte Martin, entre outros. Cauduro, porém, não fica atrás nessa lista: o maestro, professor do departamento de música da Escola Superior de Artes e Turismo – ESAT, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) é um dos alunos mais prestigados da EIU. Tanto que, neste momento, está nos Estados Unidos para receber o prêmio “2015 Outstanding Graduate Alumni Awards”, voltado para os mais brilhantes egressos da pós-graduação oferecida pelo EIU.

A indicação de Adroaldo Cauduro para a homenagem em questão partiu do Departamento de Música da instituição americana, na qual este fez mestrado em Artes-Música/Regência há 15 anos. Já naquela época sua competência chamava atenção, rendendo-lhe a menção de melhor aluno. “Fui o primeiro estrangeiro a receber essa homenagem”, relembra. O feito é repetido agora de forma ainda mais robusta, pois o “Outstanding Graduate Alumni Awards” é um reconhecimento baseado no sucesso da carreira construída após a saída da universidade.

“Acredito que [a homenagem] seja por conta do meu currículo. A universidade é muito criteriosa. Fiquei feliz porque isso tem ver com o meu lado maestro, professor, compositor, autor. E sinto-me honrado em representar o curso de música da UEA e também o Amazonas. Moro aqui desde 2001 e tenho o maior orgulho de estar na UEA”, disse o maestro, que é natural de Porto Alegre.

Experiência inspiradora

Cauduro comenta que o processo seletivo para a EIU é extremamente difícil e competitivo. Os que, como ele, obtém êxito no feito, irão desfrutar de uma experiência sem igual. É disso que o maestro falará perante diversos acadêmicos durante a entrega do prêmio na universidade, cuja programação ocorre entre os próximos dias 9 e 10.

“Eu quero estimulá-los e mostrar como é importante para o profissional ter feito uma pós. Acredito que o fato de eu ter cursado mestrado, e inclusive ter ganhado o prêmio de melhor aluno na época, impulsionou muito minha carreira. É algo que te dá uma base como profissional, como acadêmico, como maestro. É uma oportunidade que as pessoas deviam buscar. A EIU é uma universidade muito bem estruturada também. Foi um divisor de águas para mim”, aponta.

publicidade

Além da palestra para os alunos, Cauduro também irá participar de ensaios com o coro da EIU, para reger músicas de sua autoria. O maestro ganhou fama pelo livro “Cantando Poetas Ibero-Americanos” (lançado ano passado pela Editora Valer), o qual reúne 29 poemas de amazonenses como Thiago de Mello, Elson Farias, Luiz Bacellar e Tenório Telles, musicados por Cauduro.

Respeito pela UEA

Na posição de professor do curso de música da UEA, Adroaldo Cauduro acaba servindo também de exemplo para seus alunos e para qualquer pessoa que deseje se profissionalizar nessa área. A babagem internacional fez com que o maestro tivesse acesso a uma universidade de infraestrutura invejável, e apesar de fazer parte do corpo docente de uma universidade ainda “jovem” conforme suas palavras, o respeito pela mesma não é nem um pouco menor.

“Os americanos são extremamente organizados e objetivos. Eles têm uma estrutura boa uma tradição grande em termos de universidade, mas não ficamos atrás em termos de ensino. A UEA ainda é uma universidade jovem, e embora seja assim, temos uma abrangência grande em temos de estado. E o curso de música é muito respeitado pela qualidade do seu corpo docente. Tanto, que quando abre concurso para professor, a gente vê bastante gente de fora se inscrevendo. Conseguimos superar essas dificuldades em termos de estrutura pela qualidade do corpo docente”.

Perfil: Adroaldo Cauduro

Mestre em Artes Música/ Regência pela Eastern Illinois University nos EUA. Estudou Condução Sinfônica e Ópera no Con-servatório Rimsky-Korsakov em São Peters-burgo, Rússia. Bacharel em Música – Regência, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professor de Regência Coral e Regência Orquestral do curso de Mú-sica e Voz e Movimento do curso de Teatro da ESAT, da UEA. Maestro titular da Orquestra Sinfônica e do Madrigal Amazonas da UEA. Apresenta o programa “Conversando com o Maestro”, na Televisão e Rádio Cultura do Amazonas.

publicidade
publicidade
Contratos de patrocínio da Petrobras passam por revisão, diz Bolsonaro
Com 4 faixas, 'Virtual' é o novo EP da cantora amazonense Kely Guimarães
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.