Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
ARTE ETERNA

Malaba Jam Festival traz novidades e amplia homenagens na edição 2018

O evento, que é um tributo a Rafael Derzi, o Malaba, fará, na sexta edição, homenagem ao músico Maurizio Torres, o Maumao, e ao artista Bob Medina, falecidos neste ano



Malaba_Jam_3_Bruno_Kelly.jpg
01/08/2018 às 11:21

A sexta edição do Malaba Jam Festival traz novidades que vão do local do evento ao line up. Neste ano, o festival acontece no Largo de São Sebastião, no Centro, no dia 4 de agosto, às 16h, com uma programação de bandas veteranas, que tocam desde o primeiro evento; e novas atrações, além da participação de convidados, para manter a essência da jam session.

A programação inicia com o setlist dos DJs Kimo (Amazontribe) e PH (Jacundá Crew), que se revezam nas pick-ups. Em seguida, a banda O Tronxo, que toca pela primeira vez no festival, leva seu som instrumental o qual reúne referências do post-rock, rock, progressivo, space rock, jazz, música afro, música indígena, carimbó e frevo para o palco do Malaba Jam, com a participação de Marcos Cileno e Marcelo Nakamura.

“Entre as músicas do setlist, faremos um frevo psicodélico com o Marquinhos da Cabocrioulo no baixo e o Nakamura entrará com uma mensagem em homenagem ao Malaba, pois eram amigos, com um background musical surpresa”, informou o guitarrista Rafael Borges.

A Gramophone, que tocou em 2017 no lançamento do MJF, neste ano, entra na programação oficial com músicas próprias e releituras que passeiam pelo rock, samba, folk, forró, jazz, blues, carimbó, Bossa Nova, MPB, com destaque para o tom popular nas interpretações e toque regional experimental. O convidado para a jam é o cantor Milton Cabocrioulo.

Veteranos

As bandas veteranas do festival entram para manter a energia do público em alta. Alaídenegão promete levar seu repertório festivo e dançante. Toada, ciranda, beiradão, guitarrada e carimbó dão o tom do show, que também apresenta toque de cumbia, coco e maracatu nordestinos, sem deixar de lado o rock nessa refinada mistura com letras que retratam o cotidiano da região.  Frederico Ramos, crooner e garimpeiro da The Stone Ramos, é o convidado especial.

Com influências de Teixeira de Manaus, Chico Science e Nação Zumbi e Jorge Bem, Os Tucumanus sobem ao palco na sequência, com seu som regional experimental e repertório 100% autoral, cheio de brasilidade, balanço e rock’n’roll.

O reggae da Johnny Jack Mesclado, uma das mais esperadas do evento, encerra o festival mantendo a frequência para lá de positiva. Com 19 anos de estrada, 4 CDs e 2 EPs lançados e muita vibe compartilhada, a experiente Johnny faz seu som autoral que retrata a vida, a luta e o cotidiano das ruas, com letras que também falam de amor.

E nos intervalos das bandas, os DJs Tubarão e Portuga comandam o festival em cima de 4 toca-discos tocando ao mesmo tempo.

Homenagens

Além do tributo ao Rafael Derzi, o Malaba, músico falecido há cinco anos e que dá nome ao festival, o evento fará homenagem especial aos artistas Maurizio Torres, o Maumao, e a Bob Medina, que também partiram de forma prematura neste ano.

 “Queremos manter viva a memória desses artistas que tanto contribuíram para a cena cultural no Amazonas”, informa Lane Lima, uma das organizadoras do Malaba Jam Festival.

O grupo Kirar, Nativos Crew com codireção de Carol Calderaro e trilha sonora ao vivo de Marcos Tubarão, realizará a performance “Hey Bob!!”, homenageando um dos artistas mais querido da cidade de Manaus.

Já o grupo de artistas visuais, liderado por Romahs Mascarenhas, formado por Débora Erê, Kerolayne Kemblim, Nadja Kristina, Turenko Beça e Lobão, mostrará toda expressividade pungente da região por meio de interferências ao vivo. Um dos destaques será a pintura no estilo realista do rosto do Maumao pelas mãos do grafiteiro Lobão.

Doações

Em todas as edições, o Malaba Jam Festival recebe doações de itens que compõem a cesta básica como arroz, feijão, macarrão, óleo, café, açúcar, lata de leite em pó integral e complemento alimentar, com a finalidade de ajudar o Grupo Raio de Sol que apoia voluntariamente crianças portadoras de doenças do sangue, de baixa renda, em tratamento no HEMOAM. A maioria vem do interior do Amazonas e recebe do grupo cestas básicas para se manterem enquanto passam por tratamento na cidade.

“As doações são a marca do MJF, por isso, a importância da contribuição de todos. Teremos um ponto de coleta no evento”, afirma Lane.

 

SERVIÇO

O QUE É: Malaba Jam Festival 6

QUANDO: 4 de agosto, às 16h

ONDE: Largo São Sebastião, no Centro

QUANTO: Gratuito

INFORMAÇÕES: (92) 98189-8996 e (11) 98228-6720

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.