Segunda-feira, 27 de Janeiro de 2020
RÉVEILLON

Manauaras se reúnem nas areias da Ponta Negra na expectativa pela virada do ano

Famílias e amigos aproveitam o réveillon na praia para cear, festejar e fazer pedidos para 2020. A expectativa é que ao menos 100 mil pessoas assistam a queima de fogos



6895f8da-9657-43eb-8c05-f906612263e5_63A9EA25-AB41-433B-9FFE-AE2B1B279FB7.jpg Foto: Euzivaldo Queiroz
31/12/2019 às 23:39

Barracas, cadeiras, ornamentações e até a própria ceia são os itens que não podem faltar a quem deseja passar, da maneira mais confortável possível, a virada de ano nas areias da praia da Ponta Negra, na Zona Oeste de Manaus.

Ao menos é o que pensa o artesão Luiz Aguiar, 53, que trouxe os filhos e amigos para a tradicional festa de Réveillon. Ele comenta que todos os anos faz a mesma coisa, ou seja, junta a família, leva as barracas e segue para casa apenas no outro dia.



"São quarenta anos passando na Ponta Negra. O meu pai, quando criança, nos trazia para cá e, hoje, também passo isso para os meus filhos", destacou ele, que exibe os alimentos trazidos para a ceia.


Foto: Euzivaldo Queiroz

"Nós apreciamos muito a culinária regional, nunca pode faltar o desfiado de pirarucu, o pirarucu assado, o pirarucu a casaca, tem de todo o tipo e bebida não pode falta".

É pelo sexto ano consecutivo que o porteiro Tayrone Lima, 37, ceia nas areias da praia com a esposa, filhos e amigos. Ele faz seus desejos e votos para 2020.

"Todo ano tenho que ver os fogos, é algo tradicional, acompanhado da minha esposa, com muita comida e bebida para brindarmos a virada. Para 2020, o que desejamos é muita saúde, paz e prosperidade".

Morando há 22 anos fora Brasil, a esteticista Juciane Friedli, 44, voltou a Manaus para passar o Réveillon com a família. Ela levou desde ornamentações como taças personalizadas, balões brancos e dourados, além de bebidas, tudo para festejar da melhor forma possível a virada.


Foto: Euzivaldo Queiroz

"Sou amazonense criada no caldo do jaraqui e não esqueço as minhas origens. Todos os anos venho a Manaus passar Natal e Ano Novo com a minha família, mas em casa este ano decidimos fazer algo diferente e escolhemos a praia e até agora está ótimo".

Para que os desejos se concretizem no próximo ano, ela comenta as superstições que faz. "Tenho o costume de comer 12 uvas, cada carocinho de uva a gente guarda na carteira e fica com ele durante todo o ano. Toda a minha família sabe que eu faço e todo mundo tem que fazer isso na hora dos fogos", afirmou.

A virada de ano

Pelo menos 100 mil pessoas são esperadas para o Réveillon da Ponta Negra, conforme a expectativa da Prefeitura de Manaus.

A festa começou às 19h30, com o The Beatles Bossa Club. Já passaram pelo palco o Grupo Cacildis e o cantor Marcos Paulo. Na virada, os shows darão uma pausa para a queima de fogos, que terá dez minutos de duração.

Já às 00h30, a atração nacional Jerry Smith subirá ao palco, abrindo oficialmente o ano de 2020 na batida do funk. Às 3h, Uendel Pinheiro assumirá o comando da festa e, em seguida, às 4h30, Guto Lima agitará o público até o início da manhã. Nos intervalos, a Dj May Seven comandará os hits eletrônicos.

News karol 2d8bdd38 ce99 4bb8 9b75 aaf1a868182f
Repórter de Cidades
Jornalista formada pela Uninorte. Apaixonada pela linguagem radiofônica, na qual teve suas primeiras experiências, foi no impresso que encarou o desafio da prática jornalística e o amor pela escrita.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.