Publicidade
Entretenimento
Vida

Manaus 346 anos: confira cinco lugares para degustar o verdadeiro sabor manauara

Em comemoração ao aniversário da cidade, que completa 346 anos neste sábado (24), o A CRÍTICA montou um roteiro com algumas dicas de quitutes locais 23/10/2015 às 11:12
Show 1
X-caboquinho da Pão com Leite é uma pedida
Lucas Jardim Manaus (AM)

A despeito das dificuldades inerentes de uma metrópole, ainda mais uma tão longe dos grandes centros do País, é inegável que Manaus tem seu charme. Muito disso vem de sua culinária típica, que encontra espaço na rotina da capital através de vários cafés, quiosques e restaurantes. Alguns deles mantém viva a tradição de certos pratos, outros utilizam a culinária local como base para releituras e experimentos.

Urbana e selvagem, antiga mas sedenta pelo novo, Manaus é uma cidade de contrastes e misturas, o que se nota em seus pratos e comidinhas. Em comemoração ao aniversário da capital amazonense, que completa 346 anos neste sábado (24), o A CRÍTICA montou um roteiro com algumas dicas de onde se deve ir para curtir o sabor manauara. A hora do dia e a ocasião não importam: tem lanche, prato principal e sobremesa no roteiro. O que vale é comemorar o sabor da terra.

X-Caboquinho

Em matéria de lanches, o X-Caboquinho (que você pode ver na foto acima) é imbatível. A combinação de queijo e tucumã é prata de várias casas na cidade, incluindo a Café com Leite (@cafecleite), onde é um dos sanduíches mais vendidos. “Ele sai bastante. As pessoas esperam comê-lo quando tomam café aqui”, explicou Isabella Tamys, proprietária do café.

A popularidade, segundo ela, se explica na própria tradição que o lanche tem dentro do cotidiano da cidade e, para agradar a todos, ele aparece em duas versões no local. “A gente serve tanto o pão com queijo e tucumã, que chamamos de ‘Cabocão’, e o com queijo, tucumã e banana, que chamamos ‘Da Terra’”, detalhou Isabella.


Tacacá

Em termos de tradição, é difícil barrar este prato. “Há registros de índios fazendo tacacá no século XVIII”, explicou Joaquim Melo, que toca a barraca do Tacacá da Gisela junta com a esposa.

O point, localizado no histórico Largo de São Sebastião, é frequentemente apontado como tendo o melhor tacacá da cidade. “Somos indicados pelo Guia Quatro Rodas e recentemente ganhamos um certificado de excelência do site Trip Advisor”, contou Joaquim. Fica a dica: amanhã o casal abre um novo quiosque de tacacá, no Calçadão da Ponta Negra.


Paletas de cupuaçu e açaí

Nem só de tradição vive a culinária local: com a cidade tomada com a febre das paletas, empresas locais investiram em releituras regionais desses doces. As paletas de cupuaçu com brigadeiro e açaí com leite condensado, por exemplo, são algumas das feitas pela Gusta+ (@gustamaispaleteria) para atender o gosto manauara. “O público pede esses sabores regionais e, para atendê-lo, criamos algo mais requintado, que o surpreende”, disse Gustavo Feitosa, proprietário da loja.


Jaraqui frito

Localizada no meio da Amazônia, não é surpresa que os pratos mais populares de Manaus envolvam peixes. Destes, poucos são tão ubíquos como o jaraqui frito, como o servido no restaurante Fish Maria (@fishmariaamazonia).

“Esse prato retrata muito do nosso dia a dia, que era algo que eu queria quando montei o cardápio”, disse o chef do local, Paulo Fortunato. “A proposta do Fish Maria é justamente esse resgate do mais típico da culinária amazônica, mas feito de uma maneira moderna. Quanto ao jaraqui, há aquele dizer, não é? ‘Quem come jaraqui, não sai daqui’ [risos]”. A gente concorda.


Tapioca

Base de boa parte da nossa cozinha (o tacacá, presente nessa lista, também a contém), a tapioca é verdadeiro manjar quando servida quentinha com... bem, basicamente com tudo o que lhe vier à cabeça!

“Nossa tapioca tem de tudo, vem bem ao gosto do freguês mesmo”, comentou Ronilson Silva, que serve tapiocas e outras guloseimas na Feira do Parque 10 desde a abertura do espaço. “A que mais sai é a de queijo com banana, mas como eu falei, sai de tudo”, concluiu.

Publicidade
Publicidade