Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019
Fitness

Cidade de Manaus recebe 'aulão' do projeto ‘Mahamudra’ neste domingo (10)

Iniciativa é descrita como uma filosofia que trabalha o físico, o mental e o espiritual em atividades realizadas ao ar livre



muhamudra.jpg Físico, mental e espiritual: o tripé conduz os objetivos do “Mahamudra”, realizado sempre ao ar livre e com a mistura de diferentes atividades físicas, como ginástica natural
09/07/2016 às 17:11

Saia da zona de conforto. Evolua. Mantenha-se equilibrado. Trabalhe seu corpo, mas sempre ao lado da mente e do espírito. Este é só um resumo, bem sucinto por sinal, para explicar o “Mahamudra”. “É uma nova forma de ver a vida, com novos hábitos”, avisa o co-fundador Jonas Sulzbach, participante do “aulão” realizado neste domingo (10), às 9h, na Praia da Ponta Negra.

Com resultados expressivos, com pessoas que chegaram a perder 20 a 30 kg em poucos meses e, principalmente, mantendo a motivação para abandonar hábitos sedentários, o “Mahamudra” virou uma “febre” nas redes sociais. Saiu de videoaulas e ganhou pontos fixos em cidades como São Paulo, Salvador e Londrina. “Éramos um grupo de amigos que estávamos cansados de academia, aquela rotina toda. E cada um era bom em alguma modalidade, então, resolvemos nos reunir para ‘misturar’ todo esse conhecimento. Foi dando certo e as pessoas começaram a aderir”, comenta Jonas. Tudo isso foi associado a experiência pessoal do fundador Cesar Curti, que passou uma temporada na Ásia e teve contato com diferentes culturas.


Co-fundador Jonas Sulzbach estará em Manaus / Foto: Reprodução/Internet

Descrito como uma filosofia de vida, o nome “Mahamudra” vem do sânscrito que significa “grande segredo”. “É um método de desenvolvimento humano, focado em três pilares: mente, corpo e espírito. Todos os exercícios feitos são focados nisso e, na maioria das vezes, feitos ao ar livre e em grupo”, explica Jonas. Técnicas de yoga, artes marciais, movimentos militares e respiração estão reunidas na série de atividades, dividas em grupos de iniciantes, intermediários e avançados. “É uma competição saudável, estamos sempre focados em evoluir, mas dando força um para o outro, apoio emocional, com muita conversa e motivação. Não é nada milagroso, é intenso”, diz.

O empreendedor amazonense Matheus Garcia descobriu o “Mahamudra” por meio da internet, fez uma aula-teste e resolveu trazer a experiência para Manaus. “Quando postei nas redes sociais minha aula, muita gente ficou curiosa querendo saber se era em Manaus, então vamos fazer essa experiência e, em breve, vamos escolher professores da cidade para prepará-los e, aí sim, fixar a atividade na cidade”.

Com duas horas de duração, o “aulão” foge à regra e terá 300 participantes. Será em caráter demonstrativo, apenas para mostrar as possibilidades do “Mahamudra”. “É o maior grupo que eles já fizeram. Vamos aproveitar para arrecadar leite para o Gaac”, diz ele, que realiza a ação em parceira com Bossue Filho.

Serviço:

O quê: Aulão do Mahamudra em Manaus

Quando: Hoje, às 9h

Onde: Praia da Ponta Negraquanto: Gratuito, mas com vagas limitadas. É necessário levar uma lata de leite para o Gaac


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.