Terça-feira, 23 de Julho de 2019
Vida

Manaus tem opção fixa para o reggae na quarta-feira

Com o escopo de acrescentar uma alternativa semanal, inaugura hoje o “Reggae Point”, o qual permanece durante todas as quartas-feiras no Rio Negro Clube



1.jpg A Canhamukaya é uma das que sobe ao palco para “iniciar os trabalhos” do Reggae Point essa semana
29/10/2014 às 14:24

No início dos anos 2000 era fácil “bater cartão” em locais destinados ao reggae em Manaus. Com o tempo, esse circuito de opções fixas foi se diluindo e perdendo a força pela falta de regularidade dos projetos com a temática do estilo. Com o escopo de acrescentar uma alternativa semanal, inaugura hoje o “Reggae Point”, o qual permanece durante todas as quartas-feiras no Rio Negro Clube. Saem ganhando tanto o público carente como as bandas desejosas de divulgar seus trabalhos.

O projeto chega com força, apresentando o seguinte formato: semanalmente, a banda da casa Deskarados toca ao lado de uma convidada local. Para engrossar o caldo, a cada dois meses, há uma atração nacional. E é nessa configuração que acontece a inauguração: sobem ao palco o cantor roraimense Eliakin Rufino e sua conterrânea Euterpe. As bandas amazonenses Santa Kaya, Canhamukaya e o DJ MC Fino também foram escalados para essa primeira noite.

O idealizador do “Reggae Point” é Marcello Ipanema, produtor musical, vocalista e guitarrista da Deskarados. Ipanema comandava os anos primórdios do reggae no Aomirante (2002 a 2006), quando o cenário ainda fervilhava de opções. Desde que deu uma pausa na produção e passou a se dedicar apenas à banda, sentiu a mesma carência que boa parte do público sentia. Segundo ele, existia (e existe) matéria-prima, mas faltava produção.

“Não houve produção e divulgação o suficiente e assim o cenário foi minguando. É preciso manter uma continuidade. Hoje os produtores que trabalham só com reggae são muito aleatórios: fazem festas de vez em quando e assim fica o trabalho isolado de cada um”, opina Ipanema.

Pensando em preencher um dia atualmente negligenciado pelo ritmo, o “Reggae Point” é a nova opção fixa das quartas. A casa abrirá sempre por volta das 17h (à exceção do dia da inauguração, quando a programação iniciará às 22h), podendo ser uma fuga para o engarrafamento cansativo quase certo neste horário.

Troca justa

De acordo com Marcello Ipanema, o “Reggae Point” vai dar o gás que a cena precisa. “Este será um ponto fixo para os amantes do reggae frequentarem e para as bandas locais também poderem divulgar seus trabalhos”, diz o músico e produtor.

E com os convidados de outros estados, o projeto irá estabelecer o que Ipanema chamou de “conexão Norte”: os artistas da região, os daqui e os dos demais estados, irão se ajudar mutuamente para a divulgação do seu material próprio. A aposta é de que, daqui para o fim do ano que vem, o “Reggae Point” esteja fortalecido para trazer nomes já consolidados na cena nacional do ritmo celebrado. E uma grande festa, de contornos maiores, será feita para brindar todo esse esforço em conjunto.

Roraima em peso

As primeiras atrações nacionais do “Reggae Point” são duas estrelas do Norte. Eliakin Rufino faz shows de música e poesia falada. Já a estilosa Euterpe vem ganhando destaque no cenário musical por homenagear Carmen Miranda em seus últimos shows.

Deskarados a todo vapor

Banda anfitriã do “Reggae Point”, a Deskarados só irá iniciar sua participação no projeto a partir da semana que vem. Isso porque estão sendo finalizados alguns ajustes de repertório, que segundo Marcello Ipanema, irá abranger canções próprias dos dois álbuns do grupo - “Aqui no mato tem ska” (2002) e “Música do nosso sol” (2010). Da mesma forma, haverá espaço para algumas releituras de músicas de outros estilos (e de outras nacionalidades) em versão reggae.

Segundo Ipanema, parte das atenções da Deskarados encontra-se também voltada para o novo CD “Bússola”, que atualmente encontra-se em fase de pré-produção e deve ser lançado ano que vem. A música de trabalho “Sensibilidade” já pode ser ouvida por meio do perfil da banda no site Toque no Brasil (deskarados.tnb.art.br/).

“Estamos vivendo uma fase bem bacana porque só temos músicos com dedicação integral na banda”, indica o vocalista e guitarrista, acrescentando que há material de sobra para trabalho.

SERVIÇO

O quê: Inauguração do Reggae Point
Quando: Hoje, a partir das 22h
Onde: Rio Negro Clube (Av. Epaminondas, nº 570
Quanto: R$ 20

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.