Domingo, 26 de Janeiro de 2020
BELLE ÉPOQUE TROPICAL

Manaus vai sediar Assembleia Geral da Ópera Latinoamerica em 2021

O anúncio ocorreu durante o evento Ópera em Pauta, realizado na última segunda-feira (25), no Theatro Municipal de São Paulo



whatsapp-image-2019-05-12-at-14.14.58_BD9AD50A-D5E6-441D-9D0D-2A27AD469821.jpeg Foto: Michael Dantas
26/11/2019 às 10:56

Manaus foi eleita sede da Assembleia Geral da Ópera Latinoamerica (AOL) em 2021. O anúncio ocorreu durante o evento Ópera em Pauta, realizado na última segunda-feira (25), no Theatro Municipal de São Paulo. No próximo ano, o Festival Amazonas Ópera (FAO) completa sua 23ª edição e acontece entre abril e junho, no Teatro Amazonas. 

O ex-secretário de cultura do Estado, Robério Braga, comemorou o anúncio e ressaltou que o Festival sempre aliou produção local com o cenário da ópera, predominantemente europeu.

"Estou orgulhoso e feliz de ver o resultado do trabalho da persistência e tenacidade dando frutos. E frutos porque prosseguiu e segue sendo realizado, embora haja naturais matizes diferentes.  Os artistas, o público, os técnicos, os governantes e patrocinadores que acreditaram na criação do festival de ópera e sua transformação em ícone mundial, hoje podem ter a certeza de que a aposta estava certa. Sem prejuízo para os valores regionais, ao contrário: usando o consagrado para realçar o nosso, o homem e a mulher cabocla na cena dos maiores espetáculos de qualidade. Eu acreditava nisso. No começo quase só", conta Robério.



O secretário de Estado de Cultura e Economia Criativa do Amazonas, Marcos Apolo Muniz, e a diretora executiva do Festival Amazonas de Ópera (FAO), Flávia Furtado, participaram do encontro, que, marcou, ainda, o lançamento oficial de Manaus como sede da Assembleia Geral da Ópera Latinoamérica (OLA), em 2021.

“Vai ser a primeira vez que o País receberá uma Assembleia da OAL, depois da assinatura do acordo de colaboração entre Brasil e a organização, que aconteceu em maio deste ano, também no Festival Amazonas de Ópera. Isso mostra o nosso protagonismo no cenário nacional e o reconhecimento internacional da produção amazonense”, destacou Apolo.

Cenários e figurinos da ópera “Fausto” (Charles Gounod), confeccionados na Central Técnica de Produção (CTP) da SEC, foram alugados, pela primeira vez, para uma temporada no Chile. “Isso mostra que temos condições de marcar presença em qualquer evento internacional, assim como atrairmos cada vez mais turistas do Brasil e do mundo para o nosso Estado, interessados nas nossas atividades culturais. Manaus está, hoje, à frente de tudo o que se relaciona à ópera no País”, afirmou.

A diretora executiva do FAO, Flávia Furtado, observou que o festival amazonense, que terá sua 23ª edição entre abril e junho de 2021, fomentou o comércio e os serviços locais. “Sete novos hotéis e dez restaurantes e cafés foram abertos nos arredores do Teatro Amazonas, nos últimos 20 anos, sem contar a mão de obra empregada na CTP, que tem mais de 120 profissionais. O Festival é a prova viva de que investir na ópera traz um enorme retorno econômico e social e essa experiência foi compartilhada nesse encontro com outros teatros do País e do mundo”.

Com a presença da diretora executiva da OAL, Alejandra Martí, o encontro visa, ainda, à definição de estratégias conjuntas e o traçado de uma programação inicial da edição 2021 da Assembleia Geral da OAL, em Manaus.

Também participaram do “Ópera em Pauta” o diretor do Theatro da Paz de Belém, Daniel Araújo; o diretor da Cia. de Ópera São Paulo, Paulo Esper; e o diretor artístico do Theatro Municipal de São Paulo, Hugo Possolo.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.