Publicidade
Entretenimento
Vida

Manchas na pele podem ser suavizadas graças ao Nd Yag

A novidade oferecida pelo equipamento ultramoderno foi altamente comemorada por quem não suportava mais encarar o espelho todos os dias e ver uma mancha escura tomando parte do seu rosto 12/04/2013 às 17:47
Show 1
A dermatologista Patrícia Akel explica que a luz do laser atua diretamente nas glândulas sebáceas
Cynthia Blink Manaus, AM

Com uma rapidez brutal de nanosegundos, o laser Nd Yag Q-Switched libera energia que age em doenças de pele como pano preto, olheira, sarda, e outras desordens da pigmentação. A novidade foi altamente comemorada por quem não suportava mais encarar o espelho todos os dias e ver uma macha escura tomando parte do seu rosto, como é o caso das pessoas que tem o Nevus de Ota.

A estudante Andreza Barbosa, 18, conhece bem o drama que é carregar o Nevus de Ota na face. E assim como todos que tem a doença, sabia que nada podia fazer quanto a isso. Até que em uma consulta com a doutora Patrícia Akel, dermatologista antenada sobre as novidades da área médica, a estudante descobriu uma alternativa.

Atualmente, Andreza faz o tratamento com a doutora Akel, usando o laser Nd Yag. “Estou achando muito bom. Na última terça, 02, fiz a quarta sessão. A mancha era preta e agora está clareando. O tratamento não dói, sinto só um incômodo durante a aplicação. Mas isso não é nada para quem passou anos tentando resolver com pomadas que não adiantavam”, diz a estudante.

“Não estamos falando de cura”, ressalta a doutora Akel. A promessa do laser não é curar as doenças relacionadas à pigmentação da pele, na verdade ele é um importante reforço na minimização dessas marcas tão incômodas e agressivas à autoestima.

Além das manchas

Além de suavizar manchas, o laser funciona no tratamento de acne: “A luz do laser atua diretamente nas glândulas sebáceas e reduz a inflamação da acne”, explica a doutora Akel. Ela ainda acrescenta: “Também é possível usar o laser para remover tatuagens de diferentes cores e tamanhos, sejam elas mono ou policromáticas”, explica.

O doutor Helder Cavalcante, dermatologista que também já aderiu ao Nd Yag, expõe outra aplicação do laser: “Ele combate infecções fúngicas nas unhas. Quer dizer, existem grupos de pacientes que podem se beneficiar dessa forma menos invasiva de cuidar de Onicomicose (infecção na unha), os diabéticos, por exemplo, ou mesmo pessoas que devem evitar tomar medicamentos”, garante.

Mais recente

Como analisa o doutor, esse laser é uma boa ferramenta para os procedimentos dermatológicos. “Estamos diante da disponibilidade de uma tecnologia antes inexistente. Manaus está entre as cidades que tem a chance de agir em doenças que até pouco tempo não tinham tratamento”, assegura Helder Cavalcante.

Destaque

O laser Nd Yag é considerado o melhor tratamento para olheiras, tanto as hiperpigmen-tadas quanto as que apresentam depressão. São necessárias, em média, cinco sessões, com intervalo que varia de quatro a seis semanas.

Bracelete

Um dispositivo semelhante a um bracelete pode controlar a doença do refluxo gastrensofágico, um distúrbio digestivo crônico, de acordo com um estudo publicado na edição online do New England Journal of Medicine. O dispositivo circunda a válvula na junção do esôfago com o estômago e a ajuda a permanecer fechada quando uma pessoa não está comendo ou bebendo. Ele permitiu a 87% dos pacientes parar de usar remédios contra acidez.

Informações: 3659-3409/3659-3540/8113-8971

Publicidade
Publicidade