Publicidade
Entretenimento
Vida

Manhãs coloridas: projeto leva pintura ao vivo para o Largo São Sebastião

Segundo Rosa dos Anjos, presidente da Associação de Cultura do Estado do Amazonas, o projeto tem o intuito de promover a arte local, fazendo com que a população conheça os artistas da terra e possam consumir suas obras 23/02/2016 às 09:54
Show 1
Cerca de 40 artistas das artes plásticas, visuais, musicais e de dança participam do projeto
Laynna Feitoza Manaus, AM

Fotografias, desenhos, esculturas, músicas e coreografias vão enfeitar todas as manhãs do primeiro dia da semana, em frente ao Teatro Amazonas, até o mês de novembro. Trata-se do segundo ano do projeto “Pintura Ao Vivo no Largo”, que acontecerá todos os domingos, das 8h às 12h, no Largo São Sebastião. Cerca de 40 artistas dos mais variados segmentos estarão lá para pintar seus quadros, mostrar seus passos, comercializar seus discos e expor suas esculturas – algumas delas serão feitas ali mesmo, ao vivo e em cores.

Segundo Rosa dos Anjos, presidente da Associação de Cultura do Estado do Amazonas, o projeto tem o intuito de promover a arte local, fazendo com que a população conheça os artistas da terra e possam consumir suas obras. “Esse projeto veio da necessidade de não termos dispositivos de exibições o suficiente. Queremos inserir as artes visuais nas Olimpíadas deste ano e com isso, queremos estender o projeto aos patrimônios históricos de cada zona da cidade”, adianta ela, que também é Conselheira de Cultura de Artes Visuais.

Na abertura do projeto, que teve início no último domingo (21), exposições de quadros e esculturas e um varal de fotografias foram conferidos pelo público. Ao longo do ano, além destas atividades estão previstas apresentações musicais e de danças, recitais de poesia e a troca de informação de ideias e conhecimentos em pontos turísticos que, de acordo com Dos Anjos, somam em vários segmentos, como a cultura e a economia.

Entre alguns dos artistas que irão expor seus trabalhos no tempo de vida do projeto estão Adauto Silva na música; Leon Levi, na poesia; Rubens Belém e José Stenio nas artes plásticas; Carlos Navarro na fotografia; Rosa Dos Anjos e Gelson nas artes plásticas. “Vamos ter uma média de 10 esculturas, entre médias e pequenas. Do Amazonas, teremos artistas dos municípios de Parintins, Tefé, Itacoatiara, Manacapuru, e Maués. São 200 municípios do estado reunidos nesses encontros”, destaca a coordenadora.

Alusão

A temática do projeto neste ano será a Amazônia, e Rosa explica o porquê. “Porque neste ano vamos ter um projeto voltado para a plantação de árvores e será tudo em cima disso. Mas a cada domingo homenagearemos uma data. Vai ter o Dia da Mulher, o Dia do Índio e o Dia Mundial da Água. Então sempre estaremos promovendo um pensamento de ideologia através da arte, porque a arte educa”, salienta ela, lembrando que as esculturas, quadros, danças e músicas da mostra vão sempre respeitar a temática escolhida para o dia.

O projeto é realizado com o apoio da Secretaria de Cultura do Amazonas (SEC-AM) e no período de um ano e meio de existência, cataloga a circulação de aproximadamente 50 mil pessoas. “Como o Teatro Amazonas é um ponto de visitas da comunidade local, atraindo tanto o nacional quanto estrangeiro, isso nos auxilia”, diz Rosa. “Todas as pessoas que passavam na Feira da Eduardo Ribeiro, por exemplo, passavam pelo projeto. Acabou virando roteiro para os guias turísticos que levam os turistas para conhecer, e fortalece a economia e a absorção de cultura”, encerra. Segundo Dos Anjos, o plano para o futuro é fazer uma feira de artes na Ponta Negra.

Serviço

o quê: Projeto “Pintura Ao Vivo no Largo”

onde: Largo São Sebastião (Rua 10 de Julho, Centro, em frente ao Teatro Amazonas)

quando: Todos os domingos, das 8h às 12h

quanto: Acesso gratuito


Publicidade
Publicidade