Publicidade
Entretenimento
PAI E FILHO

Marcelo Ramos lança ‘Conversas com Meu Pai', seu 4º livro, nesta quarta-feira (25)

Em pouco mais de 80 páginas, o autor reúne todas as suas lembranças vividas com seu pai, Umberto Ramos, falecido há 26 anos, e revela que, mesmo com a ausência de corpo presente, a relação entre pai e filho transcendeu a matéria. 24/05/2016 às 20:02 - Atualizado em 25/05/2016 às 10:30
Show marcelo
Hoje, aos 42 anos, Marcelo é pai de quatro filhos - “Sou pai de quatro filhos, uma no céu e três aqui” – reforça, e sente o peso do legado do pai (Foto: Evandro Seixas)
Alexandre Pequeno Manaus (AM)

“É um livro carregado dos meus sentimentos mais puros”. É dessa forma que o advogado, professor de Direito Constitucional e político Marcelo Ramos, 42, define seu quarto livro ‘Conversas com Meu Pai’, que será lançado hoje, às 19h, no Teatro Manauara.

Em pouco mais de 80 páginas, o autor reúne todas as suas lembranças vividas com seu pai, Umberto Ramos, falecido há 26 anos, e revela que, mesmo com a ausência de corpo presente, a relação entre pai e filho transcendeu a matéria.

A ideia de lançar o livro surgiu de uma postagem feita por ele em 2011. “Quando escrevi o primeiro texto, dia 06 de outubro de 2011, publiquei nas redes sociais e num jornal que escrevia na época e teve uma repercussão surpreendente pra mim, muita gente me mandou mensagem, se identificando, pessoas disseram que não falavam com pai e iam tentar reconciliar-se. Acabou sendo marcante e, por conta disso comecei a escrever outros textos”, conta. Segundo ele, os textos destinados a seu pai, acabaram passando uma boa mensagem para outras pessoas.

Por ter perdido o pai aos 12 anos, Marcelo conta que não possui tantas memórias guardadas em sua mente. “Eu superei a saudade vinculada ao sofrimento. Hoje a saudade que sinto é uma saudade boa, é prazeroso lembrar-se dos exemplos do meu pai, do pouco tempo que tive com ele, da saudade, então, revisitar isso é motivo de alegria”.

Em um trecho, ele relembra um dos costumes típicos das famílias manauaras, também executado por sua família. “Meu pai todo domingo acordava cedo e ligava o som no volume máximo, numa clara ordem para que todos acordassem. Era irritante acordar tão cedo no domingo [como eu quis depois ser acordado pelo meu pai no domingo de manhã!]”.

Aos poucos, Marcelo Ramos vai revisitando seu passado e relata desde a infância até os dias atuais, sua trajetória de vida, carregada pela saudade e ausência física. Quando o pai faleceu, por ser muito novo, Marcelo sente que foi um pouco pai para seus irmãos. “É difícil para um menino de 12 anos ser pai de outros de 9, de 7 e de 3. A vida me impôs isso. Lembrava do meu pai e queria ser para meus irmãos o que ele foi pra mim no pouco tempo que esteve conosco”, relata.

Hoje, aos 42 anos, Marcelo é pai de quatro filhos - “Sou pai de quatro filhos, uma no céu e três aqui” – reforça, e sente o peso do legado do pai.“Se tem uma lição que ele me deu é de que tudo na vida, nossas conquistas só valem a pena se forem frutos de estudo e trabalho, movidas por sentimentos nobres dando bons exemplos”, afirma.

Com a temática voltada às lembranças de pai pra filho, Marcelo não poderia deixar de falar sobre sua mãe, Dona Graça. “Fez de nossas vidas a sua vida. Fez dos nossos choros o seu. Sentiu nossas dores. E também comemorou como sua cada vitória dos seus filhos”, agradece.

EMOÇÃO

Intitulado ‘Brincando com Carolzinha’, o último texto do livro é como um sonho para Marcelo. Ele descreve seu próprio pai brincando com sua filha Maria Carolina, que faleceu nos primeiros meses de vida.

“É muito forte o último texto, que eu falo como eu pudesse vê-lo brincando com minha filha que faleceu, esse é um texto muito especial pra mim”, emocionado. “Se ela estivesse viva, estaria com treze anos”, complementa.

Vaidade

Emocionado, Marcelo afirma que possui apenas duas vaidades em sua vida. “Tenho apenas duas vaidades: de querer que a história lembre-se mim e a vaidade de que meus filhos se orgulhem do homem que fui, da mesma forma que tenho orgulho de meu pai, apesar de ter convivido pouco tempo com ele”.

Outros títulos

Marcelo é autor dos livros: Nossa Luta diária, Velho baú e Coragem, ambos publicados pela Editora Valer.

Após três publicações voltadas para temas políticos, Marcelo apresenta ao público seu relato mais íntimo, regado de otimismo e valores familiares.

Serviço:

O que – Lançamento do livro “Conversas com meu pai”, de Marcelo Ramos

Quando – hoje, às 19 horas

Local – Teatro Manauara, Av. Mário Ypiranga, 1300, Santo Antônio

Publicidade
Publicidade