Publicidade
Entretenimento
Vida

Marchinhas e hits de Carnaval conquistam foliões e fazem sucesso além do período momesco

Canções escritas para blocos e bandas de rua começam a agitar o público antes do evento e seguem fazendo sucesso mesmo depois da temporada 27/01/2015 às 11:02
Show 1
Marchinhas do Bloco do Cauxi Eletrizado estarão na Internet antes do evento, que rola no dia 18
JONY CLAY BORGES ---

Os amores de Carnaval, diz a sabedoria popular, viram cinzas com a chegada da quarta-feira. O mesmo não se pode dizer de hinos e marchinhas carnavalescos: em muitos casos, canções escritas para blocos e bandas de rua começam a agitar o público antes do evento e seguem fazendo sucesso mesmo depois da temporada momesca. “Chiquita Bacana”, “A turma do funil” e “Ô abre alas” são alguns hits de Carnaval que resistem ao tempo.

Mas há também exemplos da atualidade, mesmo no cenário local. É o caso do “Hino do Cauxi Eletrizado”: a composição do Bloco do Cauxi Eletrizado é de 2012, mas seguiu no repertório da Alaídenegão, que compõe o bloco com as bandas Os Tucumanus e Cabocrioulo no período de Carnaval. “A gente tocou durante muito tempo”, conta Agenor Vasconcelos, integrante da Alaíde.

Para esta temporada, o Cauxi Eletrizado já tem um hit na manga: “Todo mundo nesse bloco, vamo lá!”, de Vasconcelos e Davi Escobar, que o público já poderá ouvir hoje, via web. “No primeiro ano não gravamos nem divulgamos nosso hino. Esse ano finalizamos e vamos divulgar na Internet”, comenta o músico sobre a canção, que fala de política, corrupção e por aí vai. “Vila da Barra, Vila da Barra/ Manaus do século 21/ Quero saber, quero saber/ Quem bota um/ Suplente no Senado, suplente no Senado/ A vaga é do Amazonas/ Quem assume é de São Paulo”, diz um trecho.

Outra novidade do bloco é “Piriquito suado”: a marchinha de Clovis Rodrigues faz referência à polêmica dos periquitos: “O piriquito foi pular Carnaval/ Fora de época na palmeira imperial/ Pintou o cabelo, fez moicano, colocou dois piercings/ Cantando, cantando”, diz.

‘Boulerbike’

Nas rádios, uma marchinha que já é sucesso antes de ir às ruas é “Boulerbike: eu quero é ir de ciclovia”. Hino oficial da Banda do Boulevard, a canção escrita por Evaldo Santos tem como intérpretes Ito Melodia, da União da Ilha - escola do Grupo Especial do Rio de Janeiro -, e Auzier do Samba, cantor do Carnaval amazonense.

“Boulerbike” foi lançada em CD no último dia 22, e poderá ser ouvida ao vivo no primeiro ensaio da banda, no próximo domingo, dia 1º de fevereiro.

Lançamentos

No cenário nacional, os artistas começam a se movimentar meses antes, a fim de garantir que sua música emplaque e conquiste os foliões. “Claro que todos os artistas pensam em emplacar um hit no Carnaval. A tentativa é válida, mas pode chegar uma música de última hora e ganhar a vez. Aí, quem trabalhou duro fica de fora”, avalia Wado Marques, tecladista do grupo Chiclete com Banana.

Neste ano, o grupo baiano apostará no romantismo com a canção “Cuida de mim”. “Essa música tem um ritmo leve. Apostamos nela porque a linguagem do Carnaval está mudando. Já houve o tempo do frevo rasgado, das músicas com mais suingue, mas acho que o baiano está voltando a sentir aquela preguiça, está leve e doce”.

Já o ex-Chiclete Bell Marques defende sua obra autoral: “Minha aposta de sucesso é a música ‘Voltei’, primeira composição ao lado dos meus filhos, Rafa e Pipo Marques. Ela fala exatamente de como estou aqui para fazer o folião feliz”.

Outros ícones da temporada, Ivete Sangalo aposta na animada “Pra frente”, e Claudia Leitte, em “Matimba”.

Latino, que já viveu a experiência de conquistar o Carnaval brasileiro com “Kuduro”, de 2012, tem uma nova aposta: “Pra lavar”. “Essa música já está sendo cotada como um dos sucessos deste verão. Estou empolgadíssimo”, comemora o cantor, que aposta alto nesse período de festa. "É o começo do ano, acho que as pessoas estão mais animadas. A expectativa de que seja um ano maravilhoso está em todos. Isso traz um clima otimista, o povo canta e comemora”, completa.

Arrocha e forró

Outros ritmos populares ganham força no Carnaval. O cantor Gabriel Gava, conhecido pelo sucesso “Fiorino” (2012), acaba de lançar uma novidade para a temporada: “Fogo na rachada”. “Para emplacar, a música tem que ter uma brincadeira, como foi com ‘Fiorino’”, defende ele. “Tem também uma coreografia que ajuda muito a desenvolver a canção”.

Outra aposta é o forró ostentação de Neto LX, ex-Luxúria, banda que já faz sucesso com “Gordinho gostoso”. “A música já está na boca da galera. Sou o precursor do estilo arrocha ostentação, uma mistura de arrochadeira com funk”, explica Neto, pronto para a folia.

Publicidade
Publicidade