Publicidade
Entretenimento
Vida

Márcia Perales é eleita membro da Academia Amazonense de Letras

Ela ocupará a 40ª vaga que pertencia ao poeta amazonense Luiz Bacellar, o qual morreu, em setembro de 2012, aos 84 anos, vítima de câncer no pulmão 25/03/2013 às 19:03
Show 1
Márcia Perales , reitora da Ufam
Ana Carolina Barbosa Manaus

A doutora em Serviço Social e reitora da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) Márcia Perales Mendes Silva, 48, foi eleita, na noite desta segunda-feira (25/03), a mais nova imortal da Academia Amazonense de Letras, com 19 votos. Ela ocupará a 40ª vaga que pertencia ao poeta amazonense Luiz Bacellar, o qual morreu, em setembro de 2012, aos 84 anos, vítima de câncer no pulmão.

A posse da nova imortal deve ocorrer, conforme regimento interno da entidade, em até seis meses. Concorreram ao cargo junto a Perales outros três candidatos: Padre João Mendonça – que teve 16 votos -, e os escritores Diogo Melo e Cláudio Fonseca. Os dois últimos não foram votados. A eleição ocorreu na sede da Academia Amazonense de Letras, na rua Ramos Ferreira, Centro de Manaus.

Perales é formada pela Ufam em Serviço Social, tem especialização em Educação e mestrado e doutorado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

Ela ocupou, por quatro anos, o cargo de pró-reitora de Extensão e Interiorização na Ufam e, há três anos e meio, atua como reitora da instituição, figurando, hoje, como candidata à reeleição ao cargo. A eleição da Universidade Federal ocorre na próxima quarta-feira (27/03). 

Nascida em 27 de abril de 1964, Perales leva no currículo duas publicações de peso de sua autoria, conforme informações da Academia: “O assistente social e as mudanças no mercado do trabalho” (autora e organizadora – publicado pela Editora da Ufam, Edua, em 2005) e “Expressões do mundo do trabalho contemporâneo: um olhar para os trabalhadores do parque industrial de Manaus, editado pela Edua (editora Edua, 2010). Além disso possui dezenas de artigos publicados em periódicos científicos e desenvolve atividades de pesquisa junto à universidade. O acritica.com tentou contato com a reitora, mas não obteve sucesso, pois a mesma encontrava-se, na noite desta segunda-feira, participando de uma atividade acadêmica.


Publicidade
Publicidade