Publicidade
Entretenimento
Vida

Maroca Pipoca e Cleyde apresentam show de paródias

Em sua primeira parceria musical oficial, Cleyde e Maroca irão divertir o público cantando paródias de canções que viraram grandes hits, de acordo com o ator Wallace Abreu – também diretor do Grupo Beija Fulô, que hospeda o ‘Escalafobéticos’ -, e que interpreta a personagem Maroca ao lado do ator Omã Freire, intérprete de Cleyde 04/04/2013 às 17:58
Show 1
Personagens pertencem ao espetáculo 'Escalafobéticos', do Grupo Beija Fulô
Laynna Feitoza Manaus, AM

As lendárias personagens Maroca Pipoca e Cleyde, do projeto ‘Escalafobéticos’, protagonizarão o show de paródias humoradas ‘Elas Não Cantam, Desafinam’, no dia 12 de abril, às 21h30, na Estação Cultural Arte & Fato, localizada na Rua 10 de Julho – ao lado do Teatro Amazonas -, Centro. O couvert artístico custa o valor de R$ 10, no dia e local do show.

Em sua primeira parceria musical oficial, Cleyde e Maroca irão divertir o público cantando paródias de canções que viraram grandes hits, de acordo com o ator Wallace Abreu – também diretor do Grupo Beija Fulô, que hospeda o ‘Escalafobéticos’ -, e que dá vida à personagem Maroca ao lado do ator Omã Freire, intérprete de Cleyde.

“O espetáculo será baseado em músicas da atualidade. Teremos algumas paródias já consagradas em outros shows, como a paródia Criminosa, inspirada na canção Criminal de Britney Spears”, pontuou Abreu.

Ainda conforme Wallace, as novas paródias ainda não podem ser divulgadas, por estarem em fase de adaptação e construção. “O que podemos adiantar é que teremos músicas para todos os gostos, desde a MPB, passando pelos populares bregas, tecnobregas e forró”, complementou.

Humor e interação com o público

O show irá transformar a Estação Cultural Arte & Fato em uma grande paródia, assegurou Abreu, destacando quais são os demais atrativos da noite, que, segundo ele, se distribuem entre uma apresentação e outra dos quadros musicais.

Um deles é o projeto ‘Não Faz Cena!’, onde a personagem de Maroca reproduz cenas clássicas de novelas com a ajuda do público.  No show do dia 12, o destaque será voltado à versão feita da novela Salve Jorge. Em 2012, versões de cenas da minissérie Gabriela e da novela Avenida Brasil foram construídas para animar o público.

“Entre os quadros musicais, teremos jogos e interação com a plateia. Em edições passadas do projeto ‘Quinta do Escracho’, noite de humor no Arte & Fato, da qual eu fazia parte do elenco de humoristas que agitavam as noites de quinta em 2012, executávamos jogos e brincadeiras com o público que ganharam grande destaque. Entre eles o ‘Batom na Cueca’, onde o público masculino é ‘castigado’ com um beijo de Maroca Pipoca, após uma série de entrevistas com os mesmos”, adiantou Wallace ao acritica.com.

Divas do humor baré

Cleyde e Maroca são personagens fixas do espetáculo ‘Escalafobéticos’, e ambas são paródias de personalidade inspiradas no perfil da mulher do Amazonas. A personagem Maroca Pipoca nasceu no âmbito acadêmico do Centro Universitário do Norte (Uninorte), durante o desenvolvimento de uma atividade de uma das disciplinas do curso de Comunicação Social.

“Este trabalho teve grande destaque entre os alunos e percebemos que tinha algo especial ali, que a personagem tinha futuro... e o resultado está aí”, explicou Wallace sobre a ‘diva baré gordinha’ que é inspirada no perfil da mulher regional.  

Já o ator Omã Freire descreveu Cleyde como ‘a moradora do Alvorada que faz a típica amazonense invocada, que fala alto e não leva desaforo pra casa’. “A Cleyde surgiu de uma brincadeira entre amigos da faculdade, para tirar sarro do jeitinho amazonense de falar algumas coisas. O Wallace ficou sabendo dessa brincadeira e tentou testar no palco uma única vez e de cara eu muito certo. Desde então se tornou uma personagem fixa nos Escalafobeticos, assim como a Maroca”, concluiu Freire.

Publicidade
Publicidade