Publicidade
Entretenimento
CAPRICHOSO

Marujada de Guerra apresenta resultados com novos maestros e ensaios intensos

Desde que assumiram o comando do item em Parintins, os novos regentes, o músico Luiz Carlos Barros e o instrumentista Márcio Cardoso, passaram os toques das toadas de maneira segura aos ritmistas, revisados passo a passo 20/04/2016 às 11:46
Show 1050774
Todo esse esforço para, nas noites de ensaios gerais, repassar à Marujada de Guerra completa os toques das toadas de acordo com o planejamento de execução
ACRITICA.COM Manaus (AM)

A Marujada de Guerra do Boi-Bumbá Caprichoso se concentra nos toques cadenciados das 21 toadas oficiais do repertório 2016 para a festa de lançamento do CD “Viva Parintins!” no dia 22 de abril. Os ensaios técnicos dos ritmistas intensificaram desde o início do mês de abril no curral Zeca Xibelão, nas noites de terça-feira, quinta-feira e sábados. A preparação para o primeiro espetáculo azul e branco da temporada em Parintins é rigorosa.

Desde que assumiram o comando do item em Parintins, os novos regentes, o músico Luiz Carlos Barros e o instrumentista Márcio Cardoso, passaram os toques das toadas de maneira segura aos ritmistas, revisados passo a passo. Nas últimas semanas, as noites de segunda-feira e quarta-feira foram dedicadas aos ensaios com ritmistas de instrumentos microfonados junto a banda base, na Escola de Artes do Boi Caprichoso “Irmão Miguel de Pascale”.

Todo esse esforço para, nas noites de ensaios gerais, repassar à Marujada de Guerra completa os toques das toadas de acordo com o planejamento de execução. “Já passamos todas as 21 músicas do nosso CD, com três semanas intensas de trabalho. Aproveitamos também a vinda do Vitorhugo Morais a Parintins. Agora, iniciamos a montagem do show baseado no repertório, incluída todas as passagens de bloco. Na quinta-feira acontece o ensaio geral, um espelho do que será a festa de sexta-feira”, informa Luiz Carlos.

O empenho de cada setor, dos diretores da Marujada de Guerra aos coordenadores de naipe por instrumentos, é ressaltado. “O Márcio Cardoso tem um domínio musical muito grande e consegue transmitir segurança aos ritmistas. Ficamos felizes em poder contribuir com o crescimento musical do item. Hoje, você observa um clima tranquilo e alegre. Todo mundo toca feliz e satisfeito o CD de 2016”, avalia Luiz Carlos.

Para o diretor de Marujada de Guerra, Jorge Garcia, o item apresenta melhor desempenho, a partir da chegada da dupla de maestros. “É um trabalho bem feito, até porque o mestre Luiz Carlos tem experiência, já foi regente antes e retornou novamente. O Márcio Cardoso era ritmista e agora mestre. É uma experiência muito boa, do antigo e do novo. Passamos todas as toadas e a Marujada está pronta. Os dois maestros dão conta do trabalho”, enfatiza.

Publicidade
Publicidade