Domingo, 31 de Maio de 2020
Vida

Menino de Iranduba que fez sucesso ao ‘cantar’ problemas é destaque no programa do Gugu

O vídeo de apelo do menino de apenas 12 anos “viralizou” na Internet e tomou proporções que nem ele e nem os pais imaginavam que tomariam



1.jpg Estevão é autodidata e toca nove instrumentos
16/04/2015 às 18:12

Estevão de Andrade, o menino de 12 anos que fez sucesso com a música que faz crítica aos problemas do município de Iranduba, foi uma das principais atrações desta quarta-feira (22), do Programa do Gugu, na TV Record. A história do estudante foi contada em rede nacional pela jornalista Daniela Assayag, da TV A Crítica.




O menino ganhou instrumentos musicais de presente e se emocionou ao conhecer o mar. Ele brilhou no palco do programa e impressionou a todos com sua inteligência e desenvoltura.


A fama e o talento

Estevão de Andrade compôs a letra com a ajuda da mãe, como forma de apelo ao prefeito, para que o mesmo se sensibilizasse com a precária situação do transporte escolar da cidade. Mas a repercussão foi muito maior. Em menos de uma semana, o vídeo onde aparece Estevão cantando e tocando foi parar na Internet e já tem mais de 100 mil acessos.

O garoto pertence à uma família de agricultores do interior e mesmo sem nunca ter estudado música, toca nove instrumentos diferentes.

O cavaquinho, um dos instrumentos que Estevão sabe tocar, ele aprendeu apenas observando o avô e, toda vez que vai para a estrada ajudar o pai a vender frutas, toca e canta para os clientes.

O vídeo de apelo do menino de apenas 12 anos “viralizou” na Internet e tomou proporções que nem ele e nem os pais imaginavam que tomariam.

Ele viajou em São Paulo com a família e a jornalista Daniela Assayag na madrugada da quarta-feira passada, dia 15. Durante a estadia em São Paulo ele gravou cenas da sua participação no programa do apresentador Gugu Liberato.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.