Publicidade
Entretenimento
Vida

'Meu pai não merecia algo tão tendencioso' diz filho de Tim Maia sobre adaptação de filme

Leo Maia, filho do eterno soulman brasileiro, disparou críticas ao filme que retrata a história do artista. A minissérie exibida pela Rede Globo na útlima quinta (1) e sexta (2) também sofreu alterações, aclamando o cantor Roberto Carlos 03/01/2015 às 16:50
Show 1
No filme, Roberto Carlos é retratado como um artista esnobe que não valoriza Tim Maia. Na adaptação global, alvo de críticas em todo o País, o cantor consegue espaço para "se justificar"
acritica.com ---

Leo Maia, filho do cantor Tim Maia, fez um comentário negativo, em sua conta do Instagram, ao relatar sobre o resultado do filme que conta a história de vida do seu pai. O cantor demonstra claramente que ficou desapontado e insatisfeito com a obra e afirmou que muitas cenas não condizem com a realidade dos fatos.

"Vi o filme do meu pai... Nossa, ruim... Contei 18 coisas que não fazem parte com a realidade", disse o cantor.

Leo destacou uma das cenas que o deixou frustrado. "O cúmulo é minha vó branca e meu avô negão. Pena ver meu pai tão mal interpretado... Ele era muito mais que isso", lembrou o artista.

Para tentar amenizar sua insatisfação, Leo afirmou que irá fazer um documentário sobre a vida do pai.

"Ele era um cara muito engraçado, alto astral, cheio de vida... Um gênio! Vou fazer um documentário falando a real, com as pessoas que fizeram parte da vida dele... A irmã confidente que era a mãe do Ed (Motta)", escreveu.

Para encerrar o desabafo, Leo disparou: "Enfim... Meu pai não merecia algo tão tendencioso".

MINISSÉRIE

Falando sobre fatos distorcidos, a minissérie que a rede Globo exibiu nesta quinta-feira (1) e sexta-feira (2), a partir do filme de Tim Maia, lançado em 2014, omitiu algumas cenas do longa original, exibido noa cinemas.

Vilão no filme, o cantor Roberto Carlos virou herói na produção editada pela emissora. Isso porque, conforme cenas do filme, no auge da juventude e já famoso, o Rei esnobava Tim Maia, que ainda estava no inicio da carreira. No entanto, na minissérie Roberto Carlos é apresentado como o artista que lançou Tim Maia.

Em uma sequência do filme, Roberto humilha Tim entregando-lhe botas usadas e dinheiro amassado, cena esta que foi substituída por depoimentos de Nelson Motta, autor da biografia, e do próprio Rei.

Na versão da Globo, Motta contradiz seu próprio livro e afirma que Roberto fez o que podia para ajudar Tim. Já Roberto disse que indicou o artista a uma gravadora.

Publicidade
Publicidade