Publicidade
Entretenimento
Vida

Micoses: pequenos vilões do verão

A estação exige mais cuidados com a pele, que sofre com a umidade e o calor  18/09/2014 às 12:20
Show 1
A dermatologista lembra que a automedicação não deve ser feita, já que pode dificultar o diagnóstico
acritica.com ---

Sob a influência do evento El Niño, segundo o Instituto Nacional de Meteoreologia (Inmet), Manaus deve ser palco de dias com calor mais intenso, aumentando as possibilidades das indesejáveis micoses aparecerem. Por causa do calor, as pessoas transpiram mais, tornando a pele quente e úmida.

"A umidade da pele favorece o desenvolvimento dos fungos e, consequentemente, o surgimento das micoses. Alguns hábitos também facilitam a infecção, como permanecer com as roupas de banho molhadas por muito tempo”, afirma a dermatologista Tatiana Varella.

Uma das micoses mais comuns é a Pitiríase Versicolor, conhecida como “pano branco”. Segundo a especialista, esse fungo vive no corpo humano sem dar sinais, mas quando encontra um ambiente propício para seu crescimento causa lesões que descamam. “As manchas podem ter coloração mais clara do que a pele, acastanhadas ou avermelhadas. Em geral, afetam o tronco e o pescoço, sendo acompanhadas de uma coceira discreta ou até mesmo de nenhum sintoma”, explica. 

 A dermatologista lembra que a automedicação não deve ser feita, já que pode dificultar o diagnóstico. “Por isso, somente após o diagnóstico correto, o médico prescreve o tratamento com antifúngicos de uso externo ou interno”. 

 De acordo com o infectologista do Laboratório Sabin – que conta com cinco unidades instaladas em Manaus –, Alexandre Cunha, essa e outras micoses são diagnosticadas por meio de um exame micológico direto e de cultura para fungos. “O material é cultivado por meios especiais para identificar cada tipo de fungo, possibilitando o tratamento com o antifúngico mais adequado”, afirma.

Para se prevenir desses incômodos na pele, algumas simples recomendações devem ser seguidas, como evitar ficar com as roupas úmidas por muito tempo; secar bem as dobras e entre os dedos depois do banho; usar roupas leves, preferencialmente, de tecidos de algodão; e usar chinelos ao tomar banho em locais públicos.

*Com informações da assessoria de comunicação.

Publicidade
Publicidade