Domingo, 26 de Maio de 2019
Vida

Microjardins deixam pequenos espaços mais verdes

O jardim em miniatura é a nova dica para quem quer cultivar o seu cantinho verde, mas tem espaço reduzido



1.jpg
Pequenos vasos e diversos outros objetos podem servir de base para jardim em miniatura
11/04/2015 às 09:37

Ter um jardim não precisa ser um privilégio apenas de quem vive em casas com quintal ou apartamentos com áreas livres e abertas. Quem mora em apartamentos ou residências com espaço limitado também pode cultivar o seu cantinho verde e manter o seu contato com a natureza. Nesses casos, a dica é optar pelos jardins em miniatura, que podem ocupar espaços reduzidos de um ambiente ou até serem dispostos sobre uma parede.

E não é só: além de caber em espaços tão minúsculos quanto rolhas de garrafa, os microjardins ainda podem ser feitos em casa, a partir de materiais baratos ou até reutilizados. E, depois de prontos, exigem poucos cuidados para sua manutenção, o que os torna ideiais para quem tem pouco tempo para cuidar de suas plantas (saiba mais nas notas no alto desta página).

Os diminutos mundos verdes dos microjardins também ajudam a dar um toque natural aos espaços da casa ou apartamento, pontuando a decoração de diferentes ambientes com elementos da natureza. É o que explica a decoradora e pós-graduanda em Design de Interiores, Sihame Cruz.

“Você pode usar na sala de estar, em cima da mesinha de centro. Não tem limites, pode usar em qualquer lugar de uma casa”, afirma a profissional, acrescentando que os jardins em miniatura podem harmonizar com variados estilos. “Fica lindo usar vasos transparentes. Um vaso de vidro com cactos e suculentas fica muito elegante, assim como um vaso de barro, sobre uma mesa de madeira de demolição, fica bem numa área mais rústica da casa”, sugere.

Sihame, por outro lado, não recomenda dispor microjardins num quarto. “Não usaria”, diz a decoradora, que também não é adepta de fazer do espaço verde em miniatura uma “casinha de bonecas”. “Não acho bonito, parece uma brincadeira”, opina.

Natural e artesanal

Estilo à parte, os minijardins são uma opção criativa e acessível de levar o verde natural para dentro de casa. “(O recipiente) só precisa ter um bom sistema de drenagem dentro, utilizando pedriscos – dá para fazer até um degradê de areias e pedras. Um aquário que não abriga mais peixes se pode usar, seja ele redondo ou quadrado. Já as plantas devem ser de espécies que precisem de pouca água, por isso as que mais se usam são as suculentas, que guardam água nas folhas. Só é preciso aguar de semana em semana, ou de 15 em 15 dias”, resume Sihame.

Também é possível lançar mão da criatividade na hora de escolher como dispor os vasinhos ou recipientes de vidro com minijardins (também chamados terrarios), segundo a decoradora. “Vasinhos para se pendurar na parede também são muito legais para se compor jardinzinhos verticais. Tem milhares de formas de se usar”.Sihame, vale dizer, também é uma adepta dos jardins em miniatura. “Tenho um no parapeito da janela onde fica a minha banheira”, revela a especialista, que assinala a influência positiva dos elementos verdes naturais no seu dia a dia e no de qualquer pessoa: “Plantas trazem vida. Elas equilibram o ambiente e tiram energias negativas”.

Faça em casa

Preparando o ‘terreno’Vasinhos, globos de vidro, aquários e até objetos como xícaras e panelas – a criatividade é o limite na hora de escolher o que usar como base para um jardim em miniatura. Escolhido o suporte, é hora de “preparar o terreno”, isto é, criar um substrato para as mudas. Ele deve ser bem drenado – por exemplo, combinando uma parte de terra vegetal com duas de areia grossa, ou outra mistura mais adequada ao tipo de planta. Pedregulhos no fundo ajudam a evitar que a água evapore muito rapidamente.

Espécies e origens

As plantas mais usadas em minijardins são as chamadas suculentas: oriundas de ambientes áridos ou desérticos, elas se adaptaram para reter mais água em suas folhas, caules, troncos e raízes. Graças a isso, são mais resistentes e exigem menos manutenção. Cactos, plantas-jade, plantas-pérola, echevérias e orelhas-de-gato são algumas espécies. É possível ainda combinar várias espécies num só minijardim.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.