Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Vida

Moda: aspectos indígenas fascinam estilistas

Cansadas da falta de opões nas lojas, irmãs resolveram confeccionar as próprias roupas


18/04/2013 às 09:18

Elas sabem como ninguém unir o estilo chique ao aparentemente despretensioso. Garotas - propagandas da própria marca, as irmãs Lilly e Renata Sarti conseguiram, em pouco mais de seis anos, construir uma reputação invejável no concorrido mundo da moda. Divulgando sua recém lançada coleção, a empresária Lilly Sarti conversou com a reportagem de A CRÍTICA e adiantou novidades que, em breve, irão estar no top trending fashion brasileiro.

Lilly cuida da parte criativa da marca, enquanto Renata fica à frente de toda a parte operacional. “A essência é a mesma desde o início da marca, o que houve foi um amadurecimento, o que é bem natural”, destaca a estilista, que tinha apenas 19 anos quando decidiu começar a personalizar e desenvolver peças próprias, o que logo gerou burburinho entre as it girls paulistanas.

Com uma madrinha forte - a hoje editora de estilo da revista Vogue Brasil, Donata Meirelles -as irmãs começaram com o pé direito. Atualmente, estão com duas lojas em São Paulo e 60 multimarcas.

Entre as febres disseminadas por elas mais recentemente está o apache feelings, que, segundo Lilly, ainda irá continuar. Mas surpresas boas logo serão anunciadas para alegria de suas adoradoras.

“Mais uma coleção feita com muito carinho e dedicação está sendo feita”, já adianta Lilly, que usa elementos diversos como fontes de pesquisa. “Na verdade não há um elemento específico de pesquisa, mas sim uma mente trabalhando o tempo topo, onde consciente ou inconscientemente absorvo os comportamentos, os lugares, os cheiros. A compilação fracionada de tudo aquilo que vivo, torna-se uma coleção”, observa.

Aspectos indígenas

A estilista confirma que na coleção Verão 2013 da marca há certos aspectos que lembram a cultura indígena, principalmente nos acessórios. Esse universo fascina Lilly. “Muito interessante, principalmente nas cores! A tendência indígena me atrai de diversas maneiras. Seja os índios brasileiros ou norte americanos (navajo). Talvez pela força desses povos. É fascinante”, destaca.

Para Lilly, é difícil apontar seu estilo. “Autêntico, forte, entre outras palavras. Difícil de nomear”, afirma a empresária, que em comparação com a irmã, tem uma forma de se vestir mais descontraída, digamos assim.

Ingrediente secreto

Uma mulher tão plural como ela prefere não apontar um ingrediente específico como o segredo do sucesso da marca. “Dedicação, amor ao que se faz, unidos a um estilo único que temos”, arrisca a empresária. “A mistura de textura, cortes que combinam, conhecimento da silhueta que se veste, mas ter essa medida é difícil. Talvez isso é o que torna a marca tão especial. Esse ingrediente secreto”, brinca Lilly.

publicidade
publicidade
Educador indígena da rede estadual lança livro sobre a vida Munduruku
Festa nordestina no CSU do Parque Dez marca aniversário de associação
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.