Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019
MODA

Modelo amazonense conquista espaço no mundo da moda e faz carreira internacional

Em ascensão meteórica, Franklen Rosewelt, 23, nascido e criado no bairro Monte Sinai, em Manaus, conseguiu contratos com agências nacionais e internacionais. Recentemente ele desfilou na renomada Semana de Moda de Londres



1551121320957392_3F6B2293-AD8F-4EA0-B83E-EDEB4F87E377.JPG Foto: Divulgação
25/02/2019 às 15:14

No deslumbrante e competitivo universo da moda, o amazonense Franklen Rosewelt vem conquistando seu espaço levando o nome do Amazonas a uma das mais badaladas passarelas do mundo. Com apenas 23 anos, o jovem deu os primeiros passos em sua carreira internacional desfilando na renomada Semana de Moda de Londres, a London Fashion Week, que aconteceu entre os dias 14 e 19 de fevereiro na capital inglesa.

Em uma ascensão meteórica como modelo, o jovem nascido e criado no Monte Sinai, bairro da Zona Norte de Manaus, conseguiu em pouco menos de um ano trocar o curso de licenciatura em Filosofia na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) por contratos com agências nacionais e internacionais. O prestígio rendeu a Franklen a oportunidade de trabalhar com diferentes grifes em eventos importantes da moda como a São Paulo Fashion Week (SPFW).

“Antes de vir a Londres, passei por São Paulo, onde desfilei na São Paulo Fashion Week N°46. Lá desfilei para as grifes Vittor Hugo Mattos e Korshi 01, também desfilei para Dabliu Costa e para a grife Andressa Salomone. Ainda participei da Paris Fashion Week, onde desfilei para Angus Chiang e aqui em Londres para University of Wastminster na London Fashion Week”, revela o jovem.

Mudança para Europa

Vivendo em solo europeu há pouco mais de um mês, Franklen conta que sempre simpatizou com a moda e as artes em geral, mas que a carreira de modelo era uma possibilidade que sequer passava pela sua cabeça. “Ser modelo e fazer disso profissão nunca fez parte de meus planos, até porque tinha problemas com minha autoestima”, conta.

O que parecia impossível se tornou realidade após uma agência amazonense descobrir o jovem graças às suas redes sociais. Ao lado dos profissionais locais, Franklen mergulhou de cabeça na carreira e em pouco tempo viu as oportunidades internacionais baterem à porta.

“Após ter uma agência, meu perfil foi apresentado para o mercado nacional e internacional. Com poucos meses fechei contrato com uma agência em Londres, a D1 Models, com a proposta de vir trabalhar aqui na Inglaterra. A partir daí já sabia que a qualquer momento iria vir trabalhar na Europa, só precisava organizar as documentações”, lembra o modelo, que aproveita para orientar quem deseja se arriscar e seguir seus passos.

“O primeiro passo para quem deseja ser modelo é se perguntar o porquê. Entender o que é para não cair no erro de pensar que é só glamour ou pura vaidade. Segundo, procurar por uma agência que o represente. É nesse primeira contato que o agente vai dizer se seu perfil é ou não interessante para o mercado da moda. Se não for por questões de medidas, não desanime, o mercado da moda é muito vasto, pesquise e tente”, conclui.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.