Quarta-feira, 19 de Junho de 2019
AUDIOVISUAL

Mostra itinerante 'Cine Bodó' abre inscrições para curtas-metragens de todo o Brasil

As exibições da mostra acontecem em comunidades e bairros mais afastados da região central de Manaus



b1014-82f.jpg (Foto: Juliana Rosa/Divulgação)
14/08/2016 às 14:19

A mostra itinerante de audiovisual Cine Bodó estpa com inscrições abertas para sua segunda edição, que será realizada entre os dias 07 a 29 de outubro, em Manaus. Podem ser inscritos curtas-metragens de até 25 minutos, independente de gênero e formato, realizados em qualquer ano ou lugar do País.

O regulamento com todos os detalhes da mostra, mais a ficha de inscrição, estão disponíveis no site cinebodo.wordpress.com. O período de inscrição é de 14 de agosto a 10 de setembro, tudo por meio da Internet. Os filmes devem ser enviados via link do Youtube ou Vimeo, plataformas virtuais de vídeo.

A expectativa da organização é receber uma diversidade grande de produções, principalmente do Norte e Nordeste do país. “Esperamos receber documentários, (filmes) experimentais, animações, ficcionais. curtas que revelem os aspectos sociais, culturais, étnicos daquele lugar. Queremos o Cine Bodó com a cara do Brasil”, revela Dheik Praia, realizadora audiovisual e uma das organizadoras.

Dheik faz parte da Praia de Água Doce Filmes, produtora independente de filmes, que junto com a Picolé da Massa, grupo que realiza atividades culturais na cidade, são responsáveis pela realização da mostra de 2016.

Além das exibições, a mostra promoverá debates na programação paralela as exibições. “Vamos organizar debates que colocam em reflexão a produção audiovisual do País. São nessas conversas que entendemos e reconhecemos outros caminhos da área”, destaca Keila Serruya, artista audiovisual que integra o Picolé da Massa.

Keila lembra que as exibições do Cine Bodó acontecem em comunidades e bairros mais afastados da região central de Manaus, onde ocorrem a maioria das programações culturais. “O que é mais sensacional no projeto Cine Bodó são as exibições, todas acontecem na periferia da cidade, não tem o tal glamour do cinema é uma fonte de formação de público”, pontua.

Saiba mais

Esta é a segunda edição da mostra, que busca mais apoiadores e patrocinadores para colaborarem na realização de 2016. No ano passado, a mostra ocupou os bairros Riacho Doce, Comunidade da Sharp, Novo Aleixo e bairro da Paz, além de uma programação paralela de exibições e rodas de conversas durante a 30º Feira do Livro do Sesc.

Receba Novidades


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.