Publicidade
Entretenimento
Vida

Narradora de histórias, Clara Haddad relembra os momentos únicos que viveu em Manaus

Ao completar 15 anos de dedicação à arte de contar histórias, a narradora e atriz luso-brasileira relembra os momentos marcantes que protagonizou na capital amazonense e narra um pouco de sua própria trajetória 22/12/2014 às 16:33
Show 1
Narradora de histórias, Clara Haddad diz que protagonizou uma experiência única em Manaus
Gabriele Bessa Manaus (AM)

Quem nunca gostou de ouvir uma boa história? Seja adulto ou principalmente criança, todos acabam se envolvendo em contos que geralmente permitem uma viagem ao tempo, ou para lugares que só a imaginação poderia alcançar.

“Expert” na arte de criar histórias contemporâneas, a atriz e narradora profissional luso-brasileira Clara Haddad completou 15 anos de carreira em 2014, e relembra com louvor sua passagem por Manaus (AM) em 2010, dizendo que pretende voltar para conhecer outros encantos da região.  

Clara, que durante sua empreitada profissional ganhou prêmios, escreveu contos e artigos, ministrou workshops e apresentou seu trabalho para crianças, jovens e adultos em diversos países como, por exemplo, Portugal, Espanha, França, Peru e México, teve a oportunidade de conhecer a capital "baré" e deixar uma pitada de magia nos lugares por onde passou.

“Foi uma experiência única”, define Clara ao recordar as novas descobertas que fez em Manaus, as belas histórias locais que ouviu e as pessoas acolhedoras que conheceu.

Haddad conta que o gosto pela atividade surgiu quando ainda era criança, quando ouvia da avó libanesa contos e histórias dos mais variados temas, lembranças que carrega no coração até hoje. A partir daí, Clara não teve mais dúvida em qual carreira profissional seguir.

Para se tornar narradora profissional de histórias, Clara mergulhou nos estudos e nas pesquisas, além de viajar para os quatro cantos do mundo em busca de novas histórias, mitos e lendas. O resultado destas experiências gerou um repertório composto por relatos tradicionais árabes, brasileiros, portugueses e africanos.

Ainda sobre sua passagem relâmpago na capital amazonense, Clara seguiu de barco até Iquitos (Peru) e no meio do percurso, teve contato com pessoas de várias partes do mundo que se aventuram em viajar de barco para conhecer de perto a realidade da região.

“Contei histórias no barco e ouvi outras tantas. Sobretudo as lendas e mitos do imaginário popular. Sem dúvida o meu repertório de histórias ampliou e percebi  imensas coincidências entre a cultura brasileira e peruana, no que diz respeito aos personagens míticos, que em algumas situações apenas mudam de nome em cada país. Não consigo descrever em poucas linhas tudo o que vivi ali naqueles dias de viagem. Foi um imenso aprendizado de vida!”, disse a narradora.

A importância da preservação da Amazônia foi algo que a narradora destacou como fundamental para o futuro do Brasil, quiçá do mundo.

“As paisagens que tive o privilégio de ver também foram como um despertar para a beleza de cada minúscula coisa que existe no planeta, que temos a obrigação de preservar, para nosso bem e para um futuro melhor”, afirmou a artista.

Atualmente, a narradora está ministrando um curso intensivo de férias, em São Paulo, onde o principal objetivo é ensinar e propagar a arte de contar histórias. Para mais informações sobre as inscrições, que já estão abertas, os interessados podem acessar o endereço: www.escolanarracao.com.

Curiosidades

Nascida em São Paulo, Clara vive desde 2005 em Porto, cidade portuguesa, situada no noroeste de Portugal, onde, entre outros trabalhos, fundou a primeira escola de capacitação e treinamento para narradores do País: a Escola de Narração Itinerante.  É, ainda, diretora e produtora do “UM PORTO DE CONTOS” - Encontro Internacional de Narração Oral, que teve a primeira edição em maio de 2011.

Na literatura, Clara escreveu o conto “A Montanha Encantada”, que faz parte da coletânea reunida no livro "Histórias de quem conta histórias", publicado pela Ed. Cortêz. Livro escolhido para representar o Brasil na feira internacional do livro infantil em Bolonha-Itália em 2011, como um dos melhores lançamentos infanto-juvenis de 2010.

Publicidade
Publicidade