Quarta-feira, 12 de Agosto de 2020
Fotografia

No Instagram, exposição 'Cada Traço Meu' retrata a beleza natural feminina

Fotógrafa Iana Porto revela em imagens o processo de autoaceitação de mulheres sobre seus corpos



expo_344A1FCB-E413-42E3-94D7-72A4F114E1F4.jpg Modelo Karen Leda é uma das participantes do projeto. Foto: Iana Porto/Divulgação
28/07/2020 às 15:41

Um ‘ode’ aos corpos reais. É dessa forma que a fotógrafa Iana Porto, nascida em Campina Grande (PB) e criada no Amazonas desde os 11 anos, desenvolve o seu projeto “Cada Traço Meu”, que a cada semana revela em imagens o processo de autoaceitação feminina. Através das lentes, Iana cria poemas sobre as camadas de cada mulher, celebrando o nu de forma não sexualizada. A exposição acontece virtualmente há quase dois meses no perfil homônimo da proposta no Instagram (@cadatracomeu).

Imersa no mundo da fotografia desde os 15 anos, Iana – hoje com 27 – conta que a ideia é mostrar, de forma natural, a essência das mulheres, com suas vitórias e suas batalhas. “É realmente a liberdade e a naturalização do corpo feminino com todas as suas formas e nuances. Convidei algumas mulheres que acho que se encaixam nesse propósito e tenho procurado sempre por diversidade de peles, corpos, cabelos”, pontuou.



Segundo a fotógrafa, o primeiro sinal de “Cada Traço Meu” surgiu há três anos. O propósito era elaborar um projeto pessoal, mas ainda sem nada definido. Foi durante o período de isolamento social, devido à pandemia da Covid-19, que o conceito criou forma. “Tinha uma ideia inicial, mas não sabia bem o que gostaria ou como iria fazer esses registros. Há dois anos, comentei com uma amiga sobre e a convidei para fazer umas fotos sem saber muito aonde iria chegar. Depois dessas imagens, ainda não tinha a ideia muito clara e, com o trabalho da Lumi (minha empresa de fotografia), acabei deixando tudo de stand by. Este ano, com a pandemia e a quarentena, pude parar um pouco, internalizar e pensar mais sobre o que seria o projeto. Comecei a refletir mais sobre minha relação com meu corpo e queria poder trazer isso à mostra de alguma forma, para me ajudar nesse processo e auxiliar outras mulheres também", destacou.

O projeto surgiu então dessa internalização e do autoconhecimento, da vontade de permitir a aceitação e naturalização do corpo. Por enquanto, a exposição segue apenas no perfil do Instagram @cadatracomeu, ‘nadando’ junto à corrente, sem definição de validade. Iana afirma que pretende respeitar seu próprio tempo, sua vontade e inspiração, antes de determinar os rumos futuros. “Tenho aprendido muito com as mulheres que fotografo. Elas têm me ajudado e contribuído bastante para que o ‘Cada Traço Meu’ ganhe uma forma mais definida. Tenho vontade de transformá-lo em algo físico, mas ainda não sei como nem quando”, asseverou.

Ensaios

O registro dos corpos femininos acontece quase como uma sessão de terapia, já que a  maioria das mulheres selecionadas têm conflitos com seus corpos. “O convite para participar do projeto é para tentarmos melhorar isso e ajudar uma a outra nessa caminhada. Acho que o ‘expor’ vem muito dessa força e do desejo de se auto-acolher e afirmar que somos capazes de muito mais. Sempre agradeço a elas pela disponibilidade, pela entrega e parabenizo pela coragem”, destacou Iana.

Conforme a fotógrafa, a seleção das imagens que são expostas acontece de forma natural e orgânica, sempre com anuência de cada uma das mulheres fotografadas. Iana ressalta que é muito importante entender que o processo de aceitação do próprio corpo é individual. “Respeito muito o tempo de cada uma e entendo se pedirem para trocar alguma imagem por não se sentirem à vontade”, ponderou.

Saiba mais

A cada semana são postadas duas linhas de imagens da mesma mulher no perfil do Instagram (o que representa seis fotos). Três delas são em preto e branco, justamente para mostrar, segundo Iana, que existe uma unicidade em ser mulher, que todas têm inseguranças. Já as outras três são coloridas para transparecer que, ao mesmo tempo, todas são diferentes umas das outras, cada uma com suas singularidades.

 
Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.