Publicidade
Entretenimento
Gravação dvd e cd do caprichoso em Parintins

Noite histórica para o Caprichoso em Parintins

Boi Azul e Branco recebeu galera para gravação de CD e DVD na ilha 11/03/2013 às 10:04
Show 1
Evento teve momentos marcantes
jornal A Crítica ---

Muito mais que um espetáculo”. Assim pode se definir a gravação do CD e DVD do Boi Caprichoso na noite de sábado em Parintins, que ficará marcada na memória e na história do Centenário do bumbá.

Uma noite de aparições surpreendentes. Mas, foi a energia da galera que emocionou o palco do Curral Zeca Xibelão. “Um espetáculo que vai ficar guardado na memória do torcedor”, disse a presidente do Caprichoso, Márcia Baranda.

A gravação começou rendendo homenagens ao fundador do Boi, Roque Cid, em 1913, e a dezenas de pessoas que construíram a história. “O nosso boi é plural, construído por várias mãos, disse José Maria Pinheiro que na década de 80, foi animador de galera.

O apresentador Junior Paulain, o Levantador de Toadas David Assayag e o Amo Edilson Santana abriram o espetáculo musical acompanhados da Marujada de Guerra.

A estrela maior, o Boi Caprichoso chegou conduzido pelo Tripa Marquinhos Azevedo em um guindaste. Do alto também veio a Porta-Estandarte Rayssa Muniz que em noite de estreia mostrou coragem e garra fazendo tremular o pavilhão azul e branco.

Boi de rua

Cantando trechos da toada “Azul do meu País” o cantor e compositor Carlinhos Brown, dividiu o palco com o levantador de Toadas David Assayag. A brincadeira do Boi de Rua foi representada por ex-itens e brincantes que fizeram parte do cenário emoldurando a Sinhazinha da Fazenda Thainá Valente.


Outra surpresa foi a aparição do ex-apresentador Arlindo Junior que reviveu toadas da década de 90, comandando a galera. As danças tribais anunciavam a transformação do Pajé Waldir Santana e seu poder de dominação. Os caboclos caprichosos renderam homenagem à Padroeira de Parintins, Nossa Senhora do Carmo.

Do alto do palco surgiu a Cunhã-Poranga Maria Azedo, que teve a apresentação interrompida por um blecaute na cidade que não tirou o brilho da festa. Um coro de milhares de vozes acendeu anda mais a paixão do torcedor que energizou a apresentação da Cunhã-Poranga lembrando grandes momentos da arena do bumbódromo.

A festa se completou com a Rainha do Folclore Brena Dianná legitima representante do folclore parintinese. Brown voltou ao palco tocando atabaque durante a aparição da Rainha do Folclore que evoluiu ao som da toada “Festa de um boi brasileiro”. A comemoração da gravação foi feita no palco por todas as pessoas que produziram o espetáculo e cantaram parabéns ao Boi, que está se inspirando para o bicampeonato. A emoção tomou conta da Presidente Márcia Baranda. “O mais gratificante é ver a galera feliz, apesar de todos os esforços e dificuldades que passamos. Essa energia que a galera transmite é o que nos dá força. Nós superamos as adversidades e os obstáculos", disse Márcia. A presidente informou que apesar do apagão não houve prejuízos para o evento.

História valorizada

A valorização dos torcedores que construíram a história do Boi foi manifestada na presença de pessoas que foram convidadas da presidência para o evento. Em uma área reservada estavam, Acinelcio Vieira (padrinho do Boi), Machado (versador e Amo), Wilson Sanches (amo), Raimundo Florêncio o mais antigo Marujeiro do Boi, Julita Cid, nora de Roque Cid, Karina Cid (Sinhazinha), Marlessandra Santana (Cunhã-Poranga), Evaldo Silva (Pai Francisco),Daniela Assayag (Cunhã-poranga) Jeane Benoliel (Cunha-poranga), entre outras personalidades. 

Os globais Jackson Antunes, Maria Melilo, Barbara Paes Carlinhos Brown não esconderam a emoção de participar de um grande espetáculo na Amazônia. “É de arrepiar, me emocionei várias vezes porque isso é impressionante”, disse Barbara Paes. “O Brasil precisa conhecer essa festa e a paixão desse povo azul” foi o que declarou a ex-BBB Maria Melilo. Para Antunes a festa do boi Caprichoso representa a força da arte e criatividade do povo.

Publicidade
Publicidade