Publicidade
Entretenimento
Vida

Novos rumos e sonoridades em quarto disco de Esteban

“Saca la muerte de tu vida” é o novo CD do ex-Fresno Rodrigo Tavares como Esteban. Ele toca hoje com Humberto Gessinger (Engenheiros do Hawaii) no Tropical Hotel, com parte da turnê "Insular" 05/09/2015 às 09:39
Show 1
Novo CD é mais rítmico e também muito mais melancólico
Andreza Cunha Manaus (AM)

Violão, guitarra, bateria, baixo e até piano. Estes são os instrumentos que o cantor e compositor Esteban toca desde criança. Agora os fãs deste músico terão a oportunidade de adquirir o seu mais novo trabalho, o disco “Saca la muerte de tu vida”, que chega às lojas de todo o Brasil no próximo dia 15.

O músico, que ficou conhecido com seu verdadeiro nome, Rodrigo Tavares, na banda Fresno, dedica-se à carreira solo desde 2012, quando se desligou do grupo. Ele contou, em entrevista concedida ao BEM VIVER, o que o motivou a trocar o nome.

“Eu já vinha pensando e planejando começar um novo desafio e, para falar a verdade, eu achava Rodrigo um nome muito comum para iniciar uma carreira solo. Por ser gaúcho, eu sempre tive uma ligação com países como Argentina e Uruguai, e as minhas músicas têm essa influência também. Então eu estava acompanhando o blog de um americano que falava sobre esses países quando li o título ‘Come Esteban’ e me chamou muito a atenção. E quando uni ao Tavares gostei do resultado, então me tornei Esteban”, explicou o cantor.

Com relação às músicas do novo disco, que é o quarto na carreira solo, Esteban garante que a intenção não é passar uma mensagem em si; é mais como uma terapia que abrange a quem ouve suas canções.

“Na verdade não sei se eu quero passar alguma coisa para quem ouve meu CD. Acho que esse trabalho é mais como se fosse um psiquiatra para mim. Não sou romancista, por isso eu coloco o que eu sinto nas músicas, que geralmente são bem melancólicas. ‘¡Adiós Esteban!’ (o primeiro trabalho deste projeto), em comparação com “Saca la muerte de tu vida”, é bem mais lento e menos ‘triste’, enquanto este último é mais rítmico e em compensação mais ‘triste’, melancólico mesmo”, enfatiza ele.

Carreira                                                                                                                         

Esteban relembra que a Fresno foi uma grande oportunidade para aprender mais, e tem a certeza de que os admiradores da banda acompanham também o seu trabalho solo.

“A Fresno foi a grande responsável de me permitir essa carreira, graças a Deus. Sobre os fãs de Esteban e da Fresno, eu sei que muitos seguidores do grupo na época em que eu participei hoje acompanham, sim, meu trabalho solo, até porque muitos deles são adolescentes que cresceram nos ouvindo e buscam saber de cada um de nós. A verdade é que atualmente eu toco para todos, de todas as idades”, explica.

Em Manaus

Atualmente, além de se dedicar ao seu novo disco, Esteban está acompanhando Humberto Gessinger na turnê “Insular”. No entanto, ele fará hoje seu último show com o músico do Engenheiros do Hawaii, no Tropical Hotel.

“Tocar com o Humberto Gessinger é um sonho gigante. Quando eu era criança, brincava de ser do Engenheiros do Hawaii. Nunca tive contato com ele até ele me convidar a acompanhá-lo na turnê, e já faço parte da equipe há três anos. Hoje é o meu último show nesta temporada com o Humberto, pois meu objetivo no momento é me dedicar a promover o ‘Saca la muerte de tu vida’, mas estou ‘saindo’ com as portas abertas para voltar”, garante o cantor.

O CD “Saca la muerte de tu vida” estará nas lojas de todo o Brasil a partir do próximo dia 15, e os fãs do cantor poderão conferir 13 faixas que falam sobre problemas pessoais e ao mesmo tempo sobre a conquista. Fala de morte, de vida. Fala sobre a vida. Fala sobre a morte, que não existe. É lento. É música na forma mais crua.

Vida passada

Conhecido na banda Fresno com seu nome “real”, Rodrigo Tavares, o músico esteve no grupo como baixista de 2006 a 2012. Passou a investir na carreira solo e tornou-se Esteban. Há três anos integra a turnê “Insular”, de Humberto Gessinger (Engenheiros do Hawaii), pelo qual realiza hoje seu último show, a fim de se dedicar ao novo álbum, “Saca la muerte de tu vida”.

Publicidade
Publicidade