Publicidade
Entretenimento
Buzz

'Nunca cantei em favelas porque ralei para escapar disso', diz o cantor Seu Jorge em entrevista

O cantor falou durante entrevista sobre a morte do irmão, os momentos que morou nas ruas e como salvou sua vida com a música: ‘Eu me vinguei' 14/01/2015 às 11:09
Show 1
Seu Jorge conta que prefere se manter afastado do seu lugar de origem
acritica.com* ---

Durante uma entrevista ao jornal britânico “The Guardian”, o cantor brasileiro Seu Jorge falou sobre sua apresentação no Sydney Festival, no qual reúne música, teatro e dança na cidade australiana, e relembrou momentos marcantes de sua infância.

O cantor, que atualmente vive com sua mulher e filhas em Los Angeles, contou que depois que o irmão foi assassinado, em uma batalha de policiais contra traficantes, morou durante três anos nas ruas.

"É difícil conciliar essa juventude endurecida com o homem gentil à minha frente", escreveu o repórter Nick Olle, que entrevistou o cantor ao lado da piscina do Hotel Four Seasons, em Sydney.

"Eu me vinguei quando decidi fazer música e enviar uma mensagem boa para as pessoas", revelou o cantor. "Tenho feito filmes e falado dessas histórias, mas como artista, nunca toquei em favelas porque eu ralei muito para escapar disso", acrescentou.

Seu Jorge contou que prefere se manter afastado do seu lugar de origem.

"Eu não quero voltar porque os 'big boys' vão dizer: 'Eu quero conhecer o Jorge, Quero encontrar com ele'. E eu não quero estar envolvido com essas coisas", disse ele.

O cantor ainda contou que decidiu viver nas ruas do Rio de Janeiro depois da morte do irmão porque se envolver com o crime seria ruim para os irmãos mais novos.

Além de falar sobre o passado, Jorge também contou seus projetos futuros. O artista está trabalhando no segundo volume de "Músicas para Churrasco" e se prepara para o lançamento do filme "Pelé", no qual viverá o pai do atleta no início da carreira.

"Eu amo jogar futebol", disse. "Eu não tenho muita habilidade, mas cinema é mágico. Se você me vir no filme, vai dizer: "Uau! O Jorge sabe jogar", encerrou o músico.

*Com informações do site UOL

Publicidade
Publicidade